Qui - 19/07
28º 17º 14:12
Guaíra - SP

AAAG busca recursos para concretização do Centro de Referência e Inclusão Animal

Geral
Guaíra, 24 de agosto de 2017 - 11h36

Espaço irá proporcionar consultas e cirurgias gratuitas aos animais domésticos de famílias de baixa renda e também os abandonados

As plantas estruturais do CRIA foram doadas para a entidade. Agora, os membros buscam doações para a conquista do terreno.

 

Um dos casos acolhidos pela AAAG: este pequeno recebeu cuidados após ser abandonado (a família foi embora de Guaíra) com fita crepe em sua pata, que precisou ser amputada devido às críticas condições. Atualmente, Pretinho foi adotado e vive bem com sua nova proprietária.

 

Branco também recebeu os cuidados da AAAG. Hoje, foi adotado e vive feliz com sua nova família.

Com pequenos passos, a Associação Amigos dos Animais de Guaíra caminha rumo à concretização de mais um objetivo: a criação do Centro de Referência e Inclusão Animal (CRIA). O projeto já está no papel e agora os membros buscam parcerias de empresários que possam colaborar para a compra de um terreno.

Com o total apoio do engenheiro civil José Emídio, responsável pelo setor de obras da prefeitura, a AAAG obteve todas as plantas necessárias para a construção do local. Porém, ainda não há o espaço e, por este motivo, a entidade tenta contato com loteadores para que possa adquirir a sede própria.

Em entrevista, a tesoureira da instituição, Helena Carvalho e o membro do Conselho Fiscal, Roberto Cassiano, explicaram como serão as atividades da ONG com o imóvel pronto e os benefícios gerados para o município.

De acordo com a Associação, o CRIA proporcionará consultas gratuitas aos animais domésticos das famílias de baixa renda e também os abandonados. Com centro de enfermagem e cirúrgico, serão realizadas cirurgias e emergências que ocorrerem com cães e gatos de rua.

“Temos este objetivo de inaugurar o Centro de Referência para atender uma área que sofre pelo descaso atualmente. Nem sempre podemos acolher algum cachorro que foi atropelado durante a madrugada ou custear todos os atendimentos veterinários para famílias mais carentes porque não possuímos um espaço adequado e, consequentemente, não recebemos verbas para isso”, afirmam.

“Com o local pronto, será mais fácil buscar recursos e receber benefícios e verbas parlamentares”, completam.

Além disso, o espaço contará com sala de administração, recepção, cozinha, lavatório adequado, depósito e oito baias para acolher os bichos durante tratamento. A sede ainda terá sistema de monitoramento para evitar que pessoas abandonem animais próximos ao local.

“O engenheiro José Emídio é um grande colaborador da AAAG. Ele nos entregou todas as plantas prontas. Agora, estamos na luta para encontrar recursos e obter um terreno. Por isso, no momento, não estamos fazendo resgates. Nossos esforços estão voltados para a aquisição da sede”, explicam.

O CRIA também terá uma pequena “farmácia” para receber doações de medicamentos e poder repassá-los aos animais de pessoas de baixa renda. Cães comunitários – que moram nas ruas e recebem cuidados da vizinhança – poderão ser tratados, vacinados e até mesmo castrados.

“Lembramos que o Centro de Referência não será canil ou prédio para acolhimento. Não queremos fazer um ‘depósito de bichos abandonados’, mas sim um suporte ao guairense para que ele possa criar o seu cachorro com toda a assistência e também de animais errantes doentes ou acidentados, o que hoje não há em Guaíra”, ressaltam.

DOAÇÕES

A Associação Amigos dos Animais de Guaíra é uma ONG regularizada, criada há cinco anos, que possui todas as documentações necessárias para receber doações. Os membros destacam que atualmente a entidade continua com alguns doadores, mas precisa do apoio da população.

“Criamos o Livro de Ouro para mostrar o nosso trabalho – milhares de animais recolhidos e/ou tratados nestes últimos anos – e poder ganhar a colaboração de voluntários. Não estipulamos preços e nem compromissos. A doação pode ser em qualquer valor e a qualquer momento. Prestamos conta de tudo e garantimos que tudo é repassado para a causa animal”, esclarece a tesoureira.

Helena deixa claro que este não é o “meio de vida” de nenhum membro. “Fazemos tudo isso pelo amor que temos com os animais. Cada protetor possui hoje quase ou mais (alguns muito mais) de 10 cães/gatos em sua casa e atua na Associação por vontade de transformar a vida desses bichinhos em algo melhor. Estamos vendo a situação atual do município e o alto número de bichos abandonados ou maltratados. Precisamos mudar isso, conscientizar o cidadão e dar condições para que as famílias de baixa renda possam criar e cuidar de seu animal doméstico. Contamos com vocês”, relata.

Doações para a AAAG também podem ser realizadas através de contato pelos telefones (17) 99101-5939/(17) 99156-4065 ou depósito em conta: Banco do Brasil, Agência 0475, Conta: 107.098-3, CNPJ: 17.400.885/0001-19.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos