Seg - 22/10
31º 20º 23:20
Guaíra - SP

Aposentado: veja como consultar o valor da primeira parcela do 13º salário

Geral
Guaíra, 26 de agosto de 2017 - 09h14

Checagem dos contracheques está disponível pela internet e telefone. Os pagamentos seguem até 8 de setembro

Os aposentados e pensionistas do INSS já podem verificar quanto vão receber de adiantamento da primeira parcela do 13º salário. Os valores estão disponíveis para checagem por meio da Central de Atendimento 135 ou pelo site www.previdencia.gov.br.

O dinheiro está disponível desde ontem (25) para quem ganha um salário-mínimo e tem final de matrícula 1. Os pagamentos seguem até 8 de setembro.

No caso da consulta online, o segurado precisa cadastrar uma senha para ter acesso ao serviço. O cadastro se inicia na internet e precisa ser confirmado pela central telefônica. Durante a ligação, serão feitas cinco perguntas sobre a vida profissional do beneficiário para a liberação do acesso.

Com essa mesma senha, o segurado também consegue consultar seu Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais), que contém todas as informações de seu período contribuitivo.

Os beneficiários que não tiverem acesso aos meios eletrônicos podem se dirigir para os postos do INSS ou mesmo fazer a consulta nos terminais de autoatendimento dos bancos, com o cartão usado para sacar o benefício.

Ao todo, 29,4 milhões de segurados recebem o 13º salário. Têm direito ao benefício aposentados, pensionistas e beneficiários dos auxílios, como o auxílio-doença. Já os segurados que recebem o BPC/Loas (Benefício de Prestação Continuada), não têm direito ao abono de Natal.

VALOR

O pagamento da primeira cota do 13º salário é feito junto com a folha dos benefícios de agosto. Nessa parcela, o segurado recebe metade do valor do seu benefício. Por exemplo: quem ganha um salário-mínimo (R$ 937) terá mais R$ 468,50 na conta, além do benefício habitual. Já quem ganha R$1,1 mil, receberá R$ 550 de abono.

O desconto do Imposto de Renda acontece apenas na segunda parcela, que deve ser paga na folha de novembro. Vale lembrar que quem tem 65 anos ou mais fica isento de IR. Já no auxílio-doença, não há essa cobrança. (DiárioSP)


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos