Dom - 22/07
29º 15º 21:06
Guaíra - SP

Aumento na tarifa de água e esgoto causa revolta na população guairense

Geral
Guaíra, 5 de Janeiro de 2016 - 15h15

Os guairenses estão questionando a prefeitura sobre o reajuste da tarifa de esgoto, que passou a ser 50% do valor do consumo de água, já que o município se quer possui uma Estação de Tratamento de Esgoto

 

Os guairenses iniciaram o ano de 2016 com as contas mais altas após se depararem com o aumento na tarifa de água e esgoto, publicado no Diário Oficial do Município do dia 30 de novembro de 2015.

A prefeitura reajustou o valor em 12,20% as tarifas de água, com base no Decreto Municipal 4723/2013, que prevê reajuste pelo IPCA-E com aumento real de até 5% e o esgoto para 50% do valor do consumo de água. “Em 2015 houve um aumento no custo operacional de 12,53%; para cobrir este aumento aplicamos o IPCA-E de Dezembro de 2014 a Novembro de 2015 (10,2%) mais 2% conforme previsto no decreto. Levando em consideração os dados apresentados, o reajuste foi menor do que o aumento dos custos operacionais”, alegou o diretor do DEAGUA, Wilker Gléria.

O decreto foi publicado no último Diário Oficial de 2015 e entrou em vigor já no primeiro dia de 2016. Segundo a prefeitura, “como vale para o ano posterior e o valor foi calculado com base no período de dezembro de 2014 a novembro de 2015 (12 meses anteriores) o ofício da autarquia solicitando o reajuste ocorreu em 17 de Dezembro. Com a conferência, deferimento do prefeito e publicação, coincidiu com a última edição do DOEN – Diário Oficial Eletrônico”.

Questionado sobre o aumento na tarifa de esgoto, mesmo Guaíra não tendo uma Estação de Tratamento adequada, o diretor do DEAGUA explicou que este reajuste foi acertado há três anos. “Quanto ao esgoto, foi acordado em audiência pública no ano de 2013 que haveria um aumento progressivo no valor do esgoto até que ele chegue a 70% do valor da tarifa de água. Como desde então não houve aumento no valor do esgoto, aplicamos o reajuste, passando de 40% para 50% do valor da tarifa de água”, declarou Wilker.

O diretor ainda justificou os valores, que serão aplicados em novos investimentos. “Além da nova ETE, contrataremos funcionários para recomposição do quadro que está defasado há muito tempo e faremos investimentos próprios na rede de água e esgoto neste ano. Temos que construir ao menos um interceptor de esgoto com estação elevatória em 2016, obra que está orçada em mais ou menos R$ 700.000,00”, destacou.

Com o novo decreto, o consumação de 0 a 10 metros cúbicos de residências passa para R$ 19,35 (sendo R$ 12,90 da água e R$ 6,45 do esgoto). Não há mais isenção de pagamentos. Construções sem hidrômetro terão tarifa mínima de R$ 57,96.

Já a tarifa comercial subiu para R$ 23,55 na consumação de 0 a 10 m³, a industrial para R$ 145,86, no consumo de 0 a 30 m³ (o esgoto é 70% do valor da água) e a tarifa pública para R$ 21,90, no consumo de 0 a 10. Todos os valores de consumação foram publicados no Diário Oficial

 

Contratação de agência de publicidade

Há alguns meses, um polêmico assunto sobre a contratação de uma agência de publicidade para o DEAGUA gerou revolta na população e o cancelamento do edital, já que a prefeitura possui contrato com a Dueto Comunicações, que inclui a criação de propagandas para a autarquia.

Wilker foi questionado à respeito deste interesse na agência, pois o departamento justifica o aumento nas tarifas também para cobrir suas despesas e este contrato traria mais gastos ao DEAGUA. “A autarquia deve prestar contas de seus serviços, divulgando suas ações para a população, além de promover campanhas de conscientização e educação ambiental. Tal contratação, por processo licitatório visava a adequação destes serviços as exigências legais”, respondeu ele.

Comentários entre os munícipes

A população de Guaíra mostrou sua insatisfação com a atitude do prefeito em suas redes sociais. Inclusive, um dos munícipes afirmou que estes reajustes de água e esgoto não ficam apenas nos 12,20%, declarando que suas em suas contas, o aumento chega a 20%.

Jorginho Cruz revelou que a sua conta de água de novembro de 2015 chegou ao valor de R$45,50, com 26 mil litros. Em seus cálculos, se em janeiro de 2016 ele fizer a mesma consumação irá pagar R$54,60, totalizando R$9,10 de aumento, o que seria 20% do valor anterior.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos