Sáb - 23/06
29º 16º 16:32
Guaíra - SP

Bandidos fazem reféns e levam todo o ouro da loja J.Joias Premium

Geral
Guaíra, 21 de outubro de 2017 - 11h07

A Polícia Civil investiga o caso, com imagem de dois suspeitos. Os assaltantes utilizaram a noiva do empresário Gustavo Barrachi para levar as joias. Segundo ele, o prejuízo foi grande mas o estabelecimento continua com suas atividades.

No início da noite desta última quinta-feira (19), quatro bandidos conseguiram roubar todo o ouro da loja J.Joias Premium, após utilizar a noiva do proprietário Gustavo Barrachi, Amanda Barros, como refém.

De acordo com declarações do próprio empresário, por volta das 17h30, os assaltantes invadiram a casa de sua companheira e fizeram a sogra e o cunhado como reféns, aguardando a chegada da moça. Após fechar a loja e se deslocar até sua residência, Amanda foi rendida e ameaçada para que levasse os indivíduos até o estabelecimento comercial.

“Eles disseram que se não desse certo mataria a mãe dela e o irmão. Um [dos ladrões] ficou com a Amanda e os três na casa dela. Eu estava na loja e eles estavam me observando e não queriam que eu visse e participasse disso. Eles esperaram eu sair, ela conversando comigo pelo WhatsApp, no caso, do lado deles, tentando saber se eu estava ou não na loja. Na hora que eu saí, eles entraram, fui para a academia sem saber de nada”, relata Gustavo.

Segundo o jovem, os assaltantes não chegaram a levar todos os produtos da loja, deixando dinheiro, perfumes, acessórios e semijoias. “Eles pegaram todo o ouro e levaram embora, e levaram a Amanda junto com eles para Ribeirão Preto, fazendo ela dirigir. O carro também foi roubado, sumiu, não se sabe ainda do carro”, declara Barrachi.

Apesar do susto e do agravo, o empresário se mostra aliviado de que nada tenha acontecido com sua noiva ou os familiares dela. “Eles foram muito tranquilos, não maltrataram ela de maneira alguma. Graças a Deus. Infelizmente tivemos um prejuízo muito grande para a empresa, mas não vai ser isso que vai me fazer desistir. Sou uma pessoa evangélica, de fé e de Deus, aconteceu, foi uma tragédia, mas meu Deus é mais forte, Ele me dá forças para o que der e vier”, afirma o proprietário da J.Joias, que agradece sua companheira. “A Amanda está há seis anos comigo, minha parceria, infelizmente foi vítima, mas sua parceria comigo é mais forte.”

Em declaração ao Jornal O Guaíra, o delegado Dr. Evandro Abrão Nacle destaca que não há confirmação da identidade, mas a Polícia Civil, que investiga o caso, possui imagens de dois suspeitos. “A ocorrência foi registrada como roubo em razão da subtração das joias do estabelecimento comercial. As investigações estão prosseguindo, algumas pessoas já foram intimadas e prosseguiremos na região com câmeras tentando identificar esses autores. A qualificação exata não, mas temos imagens de duas pessoas até agora.”

O delegado deixa um alerta para os empresários guairenses. “O que temos vistos na verdade é que, em relação aos munícipes, ainda bem que não tem acontecido isso. É uma coisa muito difícil e não me recordo se ocorreu e quando foi a última vez. Porém, em relação a proprietários de estabelecimentos comerciais sim, esses devem ter uma atenção redobrada, triplicada, na hora de chegar e sair de casa, as pessoas que estão seguindo, fazer parte de grupos de bairros, um tomar conta da casa do outro e, se achar algo de estranho, ligar para a polícia.”

Dr. Evandro ressalta que qualquer suspeita, deve-se entrar em contato com as autoridades. “Sempre, o que vemos mais aqui de ocorrência é assim. Então, se ver algo de estranho, mesmo que ache que é uma mudança, ligue para a PM para não ser algo que se trata de roubo ou furto, mesmo em um comércio”, finaliza.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos