Seg - 24/09
35º 19º 20:41
Guaíra - SP

Barretos, Bebedouro e Guaíra lideram consumo de energia na região em 2016

Geral
Guaíra, 1 de outubro de 2017 - 10h06

No total, foram consumidos 0,9% de toda a eletricidade utilizada no Estado

O Anuário de Energéticos por Município do Estado de São Paulo no ano de 2016, divulgado pela secretaria de Energia e Mineração, mostra que cidades da região administrativa de Barretos foram responsáveis pelo consumo de 1,2% de todos os tipos de energia utilizados no Estado em 2016, o que corresponde a 505 mil toe (tonelada de óleo equivalente).

A cidade de Barretos continua liderando o ranking de consumo de energia, respondendo por 22,1% do total, seguida por Bebedouro com 21%, e Guaíra com 13,7%. Os insumos mais utilizados foram os derivados de petróleo, energia elétrica e etanol.

“A região barretense foi a que registrou o maior aumento no Estado de São Paulo, com um acréscimo de 2,3%. Os derivados de petróleo foram os responsáveis pelo crescimento”, comentou o secretário da pasta, João Carlos Meirelles.

O consumo de energia elétrica na região também foi expressivo, com um total de 1,17 terawatts/hora (TWh), sendo 376 gigawatts/hora (GWh) para as residências, 293 GWh para a indústria e 212 GWh para o setor comercial. No total, a região consumiu 0,9% de toda a eletricidade utilizada no Estado. A região não apresentou consumo de gás natural.

Os combustíveis automotivos mais utilizados em 2016 foram: 275 milhões de litros de óleo diesel (2,3% de todo Estado), 114 mi de litros de etanol (1,4% do Estado) e 77 mi de litros de gasolina (0,8% do Estado).

No ano passado, o consumo de energia no Estado de São Paulo foi de 41,9 milhões de toe (tonelada de óleo equivalente). Os dados excluem autoprodução de eletricidade, lenha e derivados, carvão mineral e derivados e os não energéticos de petróleo. (ODiárioOnline)


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos