Ter - 23/10
31º 20º 20:41
Guaíra - SP

Caio Augusto renuncia à presidência da Câmara e Edvaldo é eleito

Após o pedido de renúncia e eleição, vereador do PSDB foi eleito, inclusive, pela oposição. Mandato 2017/2020 do Legislativo guairense tem trocado de presidente a cada seis meses. Também já passaram pela cadeira principal Ana Beatriz e Jorge Domingos.

Cidade
Guaíra, 9 de agosto de 2018 - 07h37

 

 

 

 

 

 

 

O parlamentar Caio César Augusto apresentou, durante a última sessão ordinária da Câmara Municipal, realizada na noite de 07 de agosto, seu pedido de renúncia ao cargo de presidente do Poder Legislativo. O ofício foi exibido através de seu pronunciamento na Tribuna Vicente Lacativa.

Esta já é a segunda renúncia neste mandato da Casa de Leis (2017/2020). Em 2017, a vereadora Ana Beatriz Coscrato Junqueira também abdicou do cargo ao término do primeiro semestre, sendo eleito Jorge Domingos Talarico.

Caio justificou a desistência alegando motivos pessoais. “Assim como a vereadora Dra. Bia fez o ano passado, vou dar a oportunidade para outro vereador estar tocando e dividindo o ano comigo”, disse, deixando claro que está ocorrendo uma “troca” de edis para que cada um tenha um período de, aproximadamente, seis meses à frente da Casa de Leis, inclusive, recebendo o salário como presidente, um pouco mais alto que do restante do grupo (R$ 6 mil para presidência e R$ 5.5 mil vereança).

GESTÃO

Augusto citou que nestes mais de sete meses à frente Legislativo procurou fazer economias no orçamento. “Este dinheiro não é nosso. Temos que economizar! Fizemos investimentos no prédio, como melhorias na parte elétrica, trocamos os aparelhos de ar-condicionado, não temos mais problemas.”

De acordo com ele, uma parte já foi devolvida para a prefeitura. “O prefeito José Eduardo pediu encarecidamente que o ajudasse devolvendo um pouco do dinheiro para pagarmos a primeira parcela do décimo terceiro dos servidores. Então, devolvemos R$ 400 mil ao Executivo”, ressaltou, lembrando que ainda há uma certa quantia em caixa. “Hoje, a Câmara conta com mais de R$ 427 mil. Então, tenho certeza absoluta que o próximo presidente que for tocar até o dia 31 de dezembro de 2018 vai fazer uma devolução muito maior do que esse que devolvi, com os pés no chão segurando no freio de mão”, acrescentou.

Caio ainda usou o final do seu pronunciamento para fazer agradecimentos. “Quero, primeiro, agradecer a Deus pela oportunidade de estar aqui hoje; agradecer à população, que confiou em mim com os seus votos depositados na urna; E aos vereadores, que me deram o direito de presidir esta Casa de Leis”, comentou.

A ELEIÇÃO

Ainda como presidente, Caio Augusto conduziu a eleição para o cargo principal do Legislativo e Edvaldo Morais, que já ocupava a vice-presidência, foi eleito por 11 votos, até mesmo pelos vereadores da oposição.

Apesar de anunciar problemas pessoais como motivo de sua saída da presidência, Caio foi eleito ao cargo de vice-presidente, ao qual aceitou normalmente. Após a contagem dos votos, foi encerrada a sessão.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos