Seg - 21/05
22º 21:50
Guaíra - SP

Casa de Cultura não recebe reforma e ECAL é adiado para setembro

Geral
Guaíra, 10 de julho de 2016 - 08h04

Parte do teto de gesso do cineteatro Abraão Cury desabou no início de junho. Obra deverá começar nesta semana, através da empresa Mundial Engenharia Santa Fé, com o valor estimado de R$ 21.141,59 e poderá demorar de 30 a 40 dias para ser concluída

13393407_1355044057845349_856791390_n

Como o telhado da Casa de Cultura “João Augusto de Melo” ainda não foi reformado, o 21º Encontro Cultural de Arte Livre foi adiado de julho – data oficial – para setembro (entre os dias 10 e 17) deste ano. Além disso, a coordenadoria de cultura declarou que o “reequilíbrio financeiro das contas da prefeitura” foi outro fator decisivo para a mudança da data.

Há mais de 20 anos, o município realiza o ECAL em julho com intuito de unir diversas linguagens culturais e atividades de formação livre, que possam envolver a população local. Dessa vez, juntamente com tantos outros problemas da atual administração, a possível falta de verba ocasionou o atraso do evento.

Apesar de não haver licitação publicada recentemente no Diário Oficial Eletrônico do Município, o diretor de cultura, Alex Tomé, declarou que o local será reformado através do processo licitatório de Concorrência nº 01/2015, que visa a reforma e manutenção de prédios públicos da prefeitura, vencido pela Mundial Engenharia Santa Fé Ltda EPP.

Segundo Alex, a obra deverá começar nesta semana, com o valor estimado de R$ 21.141,59 e poderá demorar de 30 a 40 dias para ser concluída, já que o projeto prevê a reforma do telhado com fornecimento de materiais e mão de obra, além da troca de calhas e rufos.

Ao ser questionado sobre o atraso no conserto do teto do espaço cultural, essencial para os eventos municipais, Tomé alegou que: “a reforma da Casa de Cultura dependia da aprovação de projeto técnico da engenharia, o que ocorreu no final de junho. Com a liberação da contratação e empenho dos recursos, a reforma pode finalmente ser realizada.”

Sobre a interferência do Ocuparte – ocorrido em junho – na realização das obras, Alex explicou que estes eventos possuem “dotação específica, bem como ficha orçamentária distinta da reforma, que já estava programada durante a realização do Ocuparte.”

Como não haverá o Encontro Cultural de Arte Livre em julho, o diretor de cultura destacou que a pasta está organizando um “Pré-ECAL”. “No mês de julho será realizado a Semana de Férias (18 a 22 de julho) com oficinas, apresentações teatrais e musicais, exposição de trabalhos, espaço de leituras, além de atividades lúdicas voltadas às crianças. Com a mudança o 21º ECAL contará com maior participação da rede municipal de ensino o que deverá ampliar seu público participante. Outro fator decisivo para a mudança foi o reequilíbrio financeiro das contas da Prefeitura”, ressalta Alex.

ECAL 2016

O ECAL, que neste ano terá o tema “Santo de Casa Faz Milagre”, terá foco nos artistas da cidade de todas as nuances da cultura: músicos, dançarinos, artistas plásticos, artesãos e outros, que serão estimulados a mostrarem seus talentos para o público guairense.

Atrações de maior vulto ocorrerão, mas em parceria com o Circuito Cultural Paulista. Já na abertura do evento, será apresentado “O Pequeno Cirquinho – Cia. Contando Histórias”, um espetáculo circense voltado para o público infantil, a partir das 16h.

A diretoria de Cultura disse que já tem programado atrações inéditas que prometem surpreender artistas locais e o público.

 

CASA DE CULTURA

Parte do teto de gesso do cineteatro Abraão Cury da Casa de Cultura “João Augusto de Melo” desabou no início de junho, após uma ruptura por consequência de infiltrações do prédio. O local está interditado e não pode receber nenhum evento.

O prédio também não possui alvará de funcionamento do Corpo de Bombeiros. A prefeitura sempre realizou diversas palestras, peças de teatro, entre outras apresentações, sabendo que o espaço está irregular. A assessoria de comunicação do prefeito Sérgio de Mello confirmou, em 2015, que o local não possui a documentação correta, e que já havia contratado um projeto técnico de engenharia para as adequações do espaço mas que, como não havia disponibilidade financeira para a contratação dos serviços na época, as adequações começariam no início deste ano; o que não ocorreu até o momento.

 

 

 



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos