Ter - 24/04
29º 17º 20:07
Guaíra - SP

Casa de Cultura recebe a exposição “Pelos Caminhos da Estrada Boiadeira”

Cidade
Guaíra, 29 de agosto de 2015 - 14h47

   

A exposição contem 32 painéis fotográficos que retratam o patrimônio cultural da centenária estrada mostrando vestígios de fazendas, casarões, cemitérios e vilarejos

 

De 1º de setembro a 1 º outubro a Casa de Cultura Professor João Augusto de Mello receberá a exposição de painéis fotográficos “Pelos Caminhos da Estrada Boiadeira”.

Guaíra foi incluída na programação desta exposição por fazer parte do Polo de Museus da Região de Barretos e por estar na rota da centenária Estrada Boiadeira do Taboado que tem seu início no município de Rubinéia às margens do Rio Paraná, na divisa de São Paulo com o Estado de Mato Grosso do Sul.

Conforme pesquisa realizada juntamente ao Museu Ruy Meneses de Barretos, sob orientação de Raquel Milagres de Mattos, foram encontradas muitas fotos alusivas a estradas que ligavam Barretos à Guaíra com destino ao maior frigorífico da América Latina, o Anglo.

A exposição contem 32 painéis fotográficos que retratam o patrimônio cultural da centenária estrada mostrando vestígios de fazendas, casarões, cemitérios e vilarejos onde durante décadas abrigaram peões e viajantes e certamente os primeiros desbravadores desta parte do estado.

Por onde a exposição tem passado tem emocionado os visitantes ao relembrar um tempo que já não volta mais. São imagens que fazem parte da memória afetiva das pessoas que vivem até hoje ao longo do velho caminho.

A exposição “Pelos Caminhos da Estrada Boiadeira” é um projeto executado em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Sistema Estadual de Museus e ACAM Portinari. Os curadores da mostra são Evandro Ferreira e Cibeli Moretti.

A estrada

Estrada Boiadeira do Taboado é um caminho histórico e centenário da região noroeste paulista que tem muitas curiosidades e lembranças dos moradores que acompanharam a trajetória das comitivas.

Por ser usada para o trajeto do gado Mato Grosso-São Paulo, a estrada era parte do caminho de Cuiabá para São Paulo via Sant’ana do Paranaíba, atual cidade de Paranaíba (MS), que na capital paulista seguia sentido Araraquara, passando pela cidade de Tanabi e indo também até Barretos e Jaboticabal.

Nos primeiros anos da República, o governo paulista nomeou a Comissão Hummel para estudos de reparação e prolongamento desta estrada, considerada estratégica.

A empreitada foi iniciada em 1892 e sua picada chegou a Votuporanga e outras cidades do interior paulista pelo eixo da Rodovia Euclides da Cunha por volta de 1900 e 1915, possibilitando a demarcação de novas vilas e cidades.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos