Ter - 13/11
30º 21º 20:31
Guaíra - SP

Colégio Santa Luz: referência no ensino de crianças e jovens

A escola é responsável por orientar na formação integral do aluno como cidadão ético e consciente, através de um corpo docente respeitado, de uma equipe preparada e de uma infraestrutura completa

Cidade
Guaíra, 21 de julho de 2018 - 07h30

 

 

 

 

 

 

 

Uma família. Uma união incondicional. Um carinho inexplicável. Essas são referências da gestão do Centro Educacional Santa Luz, um colégio com ensino de primeira qualidade e um cuidado sem precedentes com seus alunos.

A instituição prioriza a educação de crianças e adolescentes em valores éticos, morais e sociais, que contribuam para o pleno desenvolvimento de suas potencialidades e para a construção de uma sociedade mais humana. São duas unidades Santa Luz, com salas desde o maternal ao 3° ano do Ensino Médio, integrado à preparação para Vestibulares.

Para a proprietária Marli Vaccaro, a educação não pode ser vista como um depósito de informações. “Há muitas formas de transmissão de conhecimento, mas o ato de educar só se dá com afeto, só se completa com amor”, afirma.

“Numerosas experiências foram desenvolvidas e aplicadas para que se pudesse encontrar o modelo de escola ideal. A nossa tarefa é a de formar seres humanos felizes e equilibrados. Eu queria ouvir risadas pelos corredores”, acrescenta.

Segundo a empresária, que comanda o local ao lado de seus filhos e de uma equipe totalmente preparada e estruturada, o Santa Luz surgiu com o objetivo de manter os estudantes em Guaíra, já que muitos viajavam diariamente a Barretos em busca de conteúdo mais aprimorado. “Foi um divisor de águas. Os jovens não precisariam mais sair da cidade, não necessitariam correr riscos de acidentes para cursar uma escola de qualidade. Assim, surgiu o Santa Luz e não consigo mais viver sem sentir esse afago das crianças e jovens”, conta Marli.

Ao falar de seu corpo docente, Vaccaro demonstra-se orgulhosa com os profissionais que estão ao seu lado. “A Escola teve e tem o privilégio de escolher mestres que contribuem na formação do carácter, da história de seus alunos. O professor é a alma da educação, a alma da escola, o sujeito mais importante na formação do estudante. O professor referencial, o professor mestre, o professor companheiro, o professor amigo, o professor guia, o professor educador…”

Ao olhos de Marli, a melhor gratificação e o melhor retorno que ela recebe por manter as unidades abertas diariamente é poder presenciar os jovens passando no vestibular e em todas as apresentações. “Fico arrepiada, em estado de graça e agradeço muito a Deus por poder dar essa oportunidade a cada um deles.”

Milhares de alunos já passaram pelas salas de aula do colégio e cada um deles faz parte da história da família Santa Luz. “Muitos que ainda me encontram pela cidade e dão aquele abraço apertado, sincero, transmitem a saudade que sentem dos dias passados no Santa Luz. Temos uma escola viva, onde o aluno é amado, respeitado e valorizado”, enfatiza.

Como adora leituras e bons autores, Marli carrega consigo uma grande frase de Marta Medeiros, e que tenta incorporá-la frequentemente: “‘Sempre desprezei as coisas mornas, as coisas que não provocam ódio, nem paixão, as coisas definidas como mais ou menos. Um filme mais ou menos, um livro mais ou menos… Tudo perda de tempo. Viver tem que ser perturbador. É preciso que nossos anjos e demônios sejam despertados, e com eles sua raiva, seu orgulho, seu acaso, sua adoração ou seu desprezo. O que não faz você mover um músculo, o que não faz você estremecer, suar, desatina, não merece fazer parte da sua biografia’”, encerra.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos