Seg - 22/01
32º 21º 07:43
Guaíra - SP
Colunista

José Pio Martins

José Pio Martins, economista, é reitor da Universidade Positivo.


PUBLICAÇÕES

A riqueza inglesa e a pobreza brasileira

Por José Pio Martins Em recente viagem de nove dias à Inglaterra, procurei prestar atenção nas diferenças que explicam por que o Brasil, sendo rico de recursos naturais, é...

O sentido da vida

Por José Pio Martins Fim de ano é tempo de refletir sobre o que estamos fazendo com nossas vidas. É bom momento para balanço dos atos passados e projeção...

A solidão e o vazio existencial

Em 1953, o psicoterapeuta Rollo May publicou uma obra memorável com o título O homem à procura de si mesmo, quando a humanidade, ainda sob os efeitos dos horrores...

O bem que deriva do mal

Em nossa vida, uma coisa importante é o que obtemos. Porém, mais importante é como obtemos. Esse adágio se aplica a situações diversas em economia, e faz parte de...

O drama da produtividade baixa

Em abril de 2014, a revista The Economist afirmou que “os brasileiros são gloriosamente improdutivos”. Essa declaração provocou reações iradas nos meios políticos. Como sempre, pipocaram as declarações bombásticas...

A morte do indivíduo

Quando Nietzsche (1844-1900) escreveu, em 1882, a parábola do homem louco, que gritava em praça pública “Deus está morto! Nós o matamos!”, um terremoto de indignação se abateu sobre...

O poder da ação

Fui convidado para participar de uma mesa-redonda sobre empreendedorismo. Faziam parte da sessão alguns homens de sucesso, que foram chamados para narrar suas histórias e as práticas que os...

Socialismo: o fracasso de uma ideia trágica

O primeiro patrimônio do ser humano é seu corpo, que, em uma sociedade civilizada, ninguém pode agredir nem escravizar. A única exigência contra o direito de domínio sobre seu...

Reduzir as oportunidades de pecado

  “Em sendo impossível mudar a natureza do pecador, cumpre reduzir as oportunidades de pecado”, afirmou Roberto Campos nos anos 90, em defesa da privatização e da redução do...

A força da onda invisível

As crises econômicas têm parecença com o corpo humano. Assim como as doenças, elas não surgem de repente; são consequências de problemas que vão se formando e um dia...


Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos