Dom - 27/05
27º 15º 20:41
Guaíra - SP

Dia D de vacinação contra a gripe ocorre hoje em todas as UBS’s

Vacina é oferecida gratuitamente a crianças até cinco anos, gestantes e puérperas, professores da rede pública e privada, idosos, trabalhadores de saúde e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais

Cidade
Guaíra, 12 de Maio de 2018 - 08h58

 

 

 

 

 

 

Postos de saúde do município funcionam hoje (12), das 08h às 17h, para o chamado Dia D de mobilização contra a gripe. Devem ser imunizados idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a 5 anos incompletos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também devem ser imunizadas (confira tabela). Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle de doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar as Unidades Básicas de Saúde em que estão registrados para receber a dose, sem necessidade de prescrição médica.

“As pessoas contempladas com a vacina devem procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência com a Carteira de Vacina e Cartão SUS. Trabalhadores de Saúde e Professores serão vacinados mediante apresentação documentação comprobatória: crachá de identificação ou holerite. Os portadores de doenças crônicas serão vacinados mediante apresentação da receita que comprove a comorbidade ou relatório médico”, explica a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Ana Carolina Minoda.

Segundo a pasta, todas as UBS’s estarão à disposição da população. São elas: José Adalberto Lelis Garcia – Bairro Tonico Garcia; Cabo Agnaldo Soares Barbosa – Bairro João Vacaro; Antônio Manoel da Silva – Bairro Jardim Eliza; João Bosco Lelis – Bairro Nádia; Tarcísio Barini – Bairro Vivendas; e Dr. José Vilela Junqueira – Bairro Vila Aparecida.

De acordo com a enfermeira, a adesão à campanha tem sido satisfatória, porém, é importante que a população procure os postos antes da chegada do inverno. Até o dia 10 de maio foram vacinados 8.245 guairenses, dentre eles: 389 crianças, 442 trabalhadores da saúde, 150 gestantes, 34 puérperas, 3.088 idosos e 55 professores. “Nossa meta é atingir 90% dos grupos de risco”, aponta Ana Carolina.

A equipe de vigilância ainda explica que a vacina não provoca a doença em quem tomar a dose, pois é feita de pequenos fragmentos do vírus que são incapazes de causar qualquer infecção. “A vacinação contra o Influenza é fundamental para evitar complicações decorrentes da gripe e doenças graves, como pneumonia”, acrescenta Minoda.

A imunização começou no dia 23 de abril e vai até 1º de junho. “O ‘Dia D’ deste sábado é uma oportunidade para que as pessoas que têm rotinas mais intensas durante a semana possam comparecer aos postos e garantir sua proteção contra a gripe”, afirma a diretora de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, Helena Sato.

Segundo recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), a vacina de 2018 irá prevenir a população alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B. A vacina é produzida pelo Instituto Butantan, unidade vinculada à Secretaria, que neste ano disponibilizou 60 milhões de doses ao Ministério da Saúde para a realização da campanha em todo o Brasil.

 

Doenças crônicas que podem receber a vacinação mediante apresentação da receita que comprove a comorbidade ou relatório médico:

 

CATEGORIA DE RISCO CLÍNICO INDICAÇÕES
Doença respiratória crônica Asma em uso de corticóide inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave); DPOC; Bronquiectasia; Fibrose Cística; Doenças Intersticiais do pulmão; Displasia broncopulmonar; Hipertensão Arterial Pulmonar; Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.
Doença cardíaca crônica Doença cardíaca congênita; Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade; Doença cardíaca isquêmica; Insuficiência cardíaca.
Doença renal crônica Doença renal nos estágios 3,4 e 5; Síndrome nefrótica; Paciente em diálise.
Doença hepática crônica Atresia biliar; Hepatites crônicas; Cirrose.
Doença neurológica crônica Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica; Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: AVC, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares; Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular;

Deficiência neurológica grave.

Diabetes Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.
Imunossupressão Imunodeficiência congênita ou adquirida; Imunossupressão por doenças ou medicamentos
Obesos Obesidade grau III
Transplantados Órgãos sólidos; Medula óssea.
Portadores de trissomias Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Sídrome de Wakany, dentre outras trissomias.

 


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos