Dom - 22/07
29º 15º 18:57
Guaíra - SP

É possível?

Editorial
Guaíra, 7 de Janeiro de 2018 - 09h41

Será possível prever, com um ano de antecedência, o resultado das urnas para este ano?

Segundo as pesquisas informadas pelo Datafolha, dois candidatos despontam na liderança: Lula e Bolsonaro. Mas, quais são as reais possibilidades desses candidatos?

Vale lembrar que em 2009, no encerramento do segundo mandato de Lula, Serra vinha sendo apontado como favorito contra a desconhecida Dilma Roussef, que nunca havia disputado uma eleição.

O resultado disso todos nós ainda trazemos na memória: o Tucano foi derrotado e começou a famigerada “Era Dilma”.

Se toda eleição guarda um grau de imprevisibilidade, a deste ano caminha para ser a mais imponderável de todas. Primeiro porque um dos candidatos – Lula da Silva – foi condenado em primeira instância por corrupção e lavagem de dinheiro e aguarda julgamento e pode ter a sua candidatura barrada pela justiça. O problema é que há brechas onde as liminares podem entrar.

No Brasil é assim: onde não entram as liminares, entra a fragilidade da urna eletrônica.

Há uma corrente, através da internet, instigando a possibilidade do voto nulo. Segundo dizem é só digitar 000 e confirmar. Se houver mais de 51% de votos nulos, a eleição terá que ser anulada e os candidatos terão que ser trocados. Porém, há outra facção que informa que não é bem assim, que as leis foram feitas para proteger os políticos e que é impossível anular uma eleição.

Se assim for, é só não votar nos nomes carimbados, que já passaram pela gestão administrativa e dar lugar para quem tem vontade de trabalhar.

Isto serve para a Federação, para nosso Estado e para Guaíra.


TAGS:

LEIA TAMBÉM
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos