Dom - 23/09
33º 18º 03:36
Guaíra - SP

Em situação crítica, Praça São Sebastião receberá reformas em breve

O governo acredita que em menos de dois meses iniciará a reestruturação do Jardim Japonês e também dos banheiros do local; projeto, que ocorrerá por etapas, ainda possui manutenção da fonte luminosa, piso, iluminação e jardinagem

Cidade
Guaíra, 10 de junho de 2018 - 10h30

Se há alguns anos era um atrativo para crianças e turistas, atualmente, Lago Japonês perdeu peixes e encontra-se comprometido

 

 

 

 

 

 

 

A situação de um dos principais cartões postais do município voltou a ser tema de discussão pelas redes sociais. A Praça São Sebastião continua abandonada, com uma fonte que não funciona há anos, com seus enfeites do jardim velhos e depredados, com o Lago Japonês desativado, banheiros em estado deplorável, além de iluminação e alvenaria comprometidos.

O espaço não recebe reformas há muitos anos. Porém, o governo municipal garantiu que pretende mudar este cenário muito em breve. Em entrevista, o secretário de Gestão, Engenharia e Obras, José Carlos Augusto, confirmou que em menos de dois meses a atual gestão irá iniciar o projeto de intervenção na área.

Como há muito o que ser feito, o gestor da pasta destacou que as melhorias ocorrerão por etapas e que a primeira será o reparo completo do Jardim Japonês, dos sanitários e início do processo de jardinagem.

“A praça é um projeto grande. Como temos escassez de recursos, temos feito um sistema por fases. Acredito que, inicialmente, o primeiro, que está inclusive sendo licitado, será jardim japonês e também o banheiro, tudo com recursos da prefeitura”, disse José Carlos.

Um dos principais atrativos das crianças voltará para o local: o lago com carpas e as pontes. “É uma das partes que mais chama a atenção dos visitantes”, ressaltou Augusto, demonstrando que todos os enfeites e a decoração do jardim japonês serão trocados ou restaurados.

Como segunda etapa, mas ainda sem previsão, o governo municipal pretende retornar com a fonte luminosa, que tanto valorizou a praça anteriormente. “Como é um processo mais técnico, porque envolve uma hidráulica muito grande, o pessoal da engenheira ainda vai fazer levantamento para a reforma”, explicou.

A terceira fase seria a parte de jardinagem, que está sob responsabilidade da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente. “O pessoal da agricultura está responsável por essa questão. Mas, vamos utilizar parte da ata de registro de preço feita pela pasta para fazer essa recuperação da parte de jardinagem já neste início de projeto.”

Outro passo seria a alvenaria, piso e iluminação da praça. “O vereador Caio Augusto conquistou uma verba de R$ 200 mil do deputado Barros Munhoz para isso. Entretanto, nesse ano temos um processo eleitoral, que tem um calendário de que, três meses antes das eleições, municípios não podem receber recursos e nem assinar convênios com os governos estaduais e federal. Então, estamos correndo contra o tempo para ver se temos condições. Mas, acredito que montaremos o processo para depois das eleições”, disse.

Segundo José Carlos, o projeto demanda tempo e teria que ser enviado ao Estado antes do dia 30 de junho. “A parte de alvenaria, temos que fazer o projeto e fazer a licitação até antes do dia 30, o que será praticamente impossível pela burocracia”, justificou. Todavia, a atual gestão deseja terminar toda a intervenção até o próximo ano.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos