Qui - 20/09
28º 19º 21:51
Guaíra - SP

Entrevista da Semana

Dulce Helena: mulher de garra e disposição

Cidade
Guaíra, 2 de setembro de 2018 - 09h36

Dulce Helena de Oliveira é mãe de Daiane, Adriele e Gledison. Possui também três netos: Betina, Lucas e Pedro. Dulce é proprietária do “Festa & Sabor Salgados”, um empreendimento de muito sucesso em nossa cidade e região graças à tenacidade, força de vontade e garra da própria empresária, que conta como seu “braço direito” a filha Daiane.

 

Como começou a sua empresa, que hoje completa 20 anos?

Começou através de um sonho. Eu queria e precisava trabalhar em algo meu, mas pensava: “Como vou começar um empreendimento, sozinha?”.  Um dia, conversando com minha irmã Neuza (já falecida), eu disse: “Neuza, preciso trabalhar, as crianças estão estudando ainda!”. Ela me incentivou a começar e profetizou: “Vamos começar!”. Assim começamos fazendo “empadão”.

 

Onde se localizava, digamos, esta cozinha? 

Começamos na Av. 13, onde hoje se localiza uma academia. A Dona Lazinha morava nos fundos, era só uma portinha, pagávamos aluguel, era difícil. Começamos ali e, Graças a Deus, tenho, hoje, meu próprio negócio e minha empresa montada conforme a vigilância exige.

 

Então o estabelecimento onde funciona o Festa & Sabor é seu?

Sim, hoje onde se encontra nossa empresa é nosso, fruto de muito trabalho porque acredito, assim, que quando amamos aquilo que fazemos, temos Deus e muita oração, fica mais fácil.  Tudo que vou fazer coloco nas mãos de Deus, não compro uma caneta se não a coloco em oração. Para tudo coloco meu joelho no chão e digo: “Senhor eu não tenho ninguém, tenho a Você e Nossa Senhora na minha frente”. Então, toda máquina, o Sabor de Festa, tudo que lá existe é consagrado à Nossa Senhora, meu uniforme e das minhas funcionárias, a pintura tudo se encontra nas cores:  azul e branco em referência ao manto de Nossa Senhora. Tenho uma história muito bonita com Ela. Acredito que, se temos fé, amor e honestidade, tudo dá certo, não tem como dar errado.

 

Mas, você toca também a cantina da escola Santa Luz?

Até hoje trabalhamos lá. Faz 16 anos que começamos, minha filha
Daiane estudou lá, hoje é formada em Nutrição e até hoje dou graças a Deus por isso.

 

Quais opções você oferece para seus clientes?

Temos muitas opções em salgadinhos de festa, que são um sucesso e estamos com os pontos de vendas, com congelados aqui em Guaíra e região.  Trabalho com pequenos buffets, inclusive, estamos no terceiro que fazemos para a Sicredi, além disso, temos também café da manhã… Essas são as inovações. Fazemos festas no próprio lugar, por exemplo, se a pessoa quer que se faça um evento e que vai fritar no local para os salgados saírem na hora e quentinhos, tenho funcionárias para isso, acompanhamos toda a festa.

 

São 20 anos fazendo salgados…

Nesses 20 anos aumentamos muito o leque de opções de salgados, trouxemos novidades. Essa semana mesmo lançamos o bolinho de mandioca com carne seca moída para os salgadinhos de festas. Toda semana inovamos, temos que fazer uma esfirra diferente, fazemos um teste e aprovando jogamos para o mercado.

 

É tudo manual?

As massas eram feitas manualmente, porém, agora tenho as máquinas que fazem esse serviço, mas o salgado é manual, porque sou muito exigente na qualidade, já que a máquina faz perder a qualidade. Já fui em feiras conhecer, não vale a pena. O que eu prezo é a qualidade em primeiro lugar. Nossa máquina produz apenas as massas frias e quentes, pois são muitas, então para fazê-las à mão é cansativo. A partir delas prontas e jogadas na mesa é tudo manual.

 

Você não trabalha sozinha?

Atualmente tenho cinco colaboradoras comigo e minha filha. A Daiane fica com a parte de compras, visita todos os pontos de venda, no aperto, ela vai às festas e frita os salgados durante todo o evento. Ela é uma menina sem palavras, abençoada, não tem preguiça, tem uma filhinha agora, a Betina, que   fica ali com a gente. Tem a babá que olha, agora, colocamos na escolinha para fazer um teste. Mas a Daiane está na cantina com uma funcionária, sai de lá e já vai comprando, visitando os pontos de vendas, atende viajante, porque eu não tenho tempo mais para isso.

 

Você expandiu seu negócio para a região?

Graças a Deus, temos muitos pontos de venda em Guaíra e já estamos com o nosso produto em Barretos, Miguelópolis e Conceição das Alagoas (MG). O pessoal daqui foi para essas cidades e fomos entrando devagar. E vamos indo até onde Deus permitir.

 

Qual seu maior desafio durante estes 20 anos?

O maior desafio que enfrentei foi a construção da minha empresa, porque tinha medo. Sou separada há quase 15 anos, mas precisava enfrentar esse desafio, porém, tive receio de não dar conta. No entanto, não parei de trabalhar um dia sequer, comecei na minha cozinha e na minha varanda, com a construção toda no chão, mas Graças a Deus venci. Desafios enfrentamos todos os dias, uma receita nova que vamos fazer já é um desafio, porque às vezes dá errado, mas na maioria das vezes a gente acerta.

 

Algumas receitas já deram erradas?

Já fiz receitas que deram erradas, mas temos que perseverar. Sou uma pessoa muito otimista, graças a Deus. Isso vem do meu pai; é mesmo uma herança, pois acredito que quando se tem Deus nada falta. Graças a Ele eu posso dizer que as pessoas me dão um retorno maravilhoso, quando compram me ligam para dizer: “Olha, Dulce, estava uma delícia.”

 

Tem novidades na sua empresa?

Agora estamos com alguns pratos de quentinhas. Tenho um cozinheiro muito profissional, claro, estou sempre com ele ajudando, o último toque é meu, porque gosto de estar por perto. Os pratos congelados que oferecemos são:  estrogonofe, lasanha, lombo recheado, lagarto recheado, um filé à parmegiana, tortas de palmito e frango de massa semi-podre.  São as quentinhas, que já estão em pratos prontos. Estas opções facilitam a vida daquelas pessoas que estão com pressa, que não têm mistura. Pode correr lá; para fazer é bem prático.

 

Qual o seu sonho para o futuro?

Meu sonho para o futuro é continuar, não quero parar; quero ir até onde Deus permitir. Não tenho grandes sonhos para contar; vou caminhando. Lá onde estou estabelecida já está pequeno para acompanhar a minha demanda, estou precisando de uma outra sala. Então, vou estudando, deixando Deus me levar, porque vamos ver, preciso de um espaço maior. Mas é um dia após o outro, pois temos que sonhar, entretanto, com os pés no chão. Tenho muito medo de dívida, não gosto, então vamos devagar e, claro, pensar no futuro, que só a Ele pertence, não sabemos nada. Vou entregando nas minhas orações: “Senhor toma conta do meu futuro, dessa empresa e ela não é minha, mas Sua, toma conta.”

 

O que gosta de fazer nas horas vagas?

Gosto muito de passear. Tenho meus netos e eles são tudo de bom, me distraem muito. Tem meu filho que mora em Barretos, sempre estou indo lá, no shopping. Mas meu Hobby são meus netos, passear com eles, gosto de brincar de casinha com a Betina. Gosto muito de dançar, mas não estou indo mais. Na verdade, gosto é de viver e viver bem, porque viver por viver não! Gosto de ter boas amizades, curtir meus netos e é isso.

 

Houve um tempo em que precisou trocar o nome da sua empresa?

A minha empresa, no início, se chamava “Sabor de Festas e Salgados”, quando fui patentear, existia lá no Paraná uma com esse nome, então não pude patentear. Para não mudar o sentido, apenas inverti e ficou “Festa & Sabor Salgados”, porém, ainda hoje muitos chamam pelo nome antigo.

 

Deixe seu endereço!

Estamos localizados na Av. 31 n° 0167, no jardim Eldorado, nosso telefone é o 3331-6100. Estamos lá para atender com o maior carinho, porque também pode haver alguma reclamação. Caso alguém tenha, quero que fale comigo, porque também não somos 100%, ninguém é perfeito, somente Jesus que foi. Gosto de receber um retorno, acredito que é muito importante, nos ajuda a melhorar.

 

Se houver uma emergência, pode ligar?

Trabalhamos com estoque, nos ligando em 10 ou 15 minutos estamos fazendo a entrega. Recebeu uma visita de urgência? Precisa de um salgado? Liga lá que é rapidinho, fazemos entregas, ou, se o cliente preferir pode ir buscar. Estamos ali para servir à população.

 

Quer deixar uma mensagem?

O que eu gostaria de deixar de mensagem para as mulheres é: não tenham medo, mas sim fé em Deus, coloquem tudo nas mãos Dele, porque Jesus é maravilhoso e não desampara ninguém. Sou mulher e acredito que temos que ter coragem, porque temos condições de construir uma vida melhor, de paz espiritual, temos esse direito e, com fé em Deus e honestidade, temos que ser feliz!

 

Gostaria de agradecer?

Quero agradecer muito à população guairense que acredita no meu trabalho, estão sempre me apoiando, porque sem eles eu não seria ninguém. Poderia fazer milhões de salgados, se não tivesse este povo querido do meu lado, meus clientes que eu amo, nada adiantaria. Assim, só tenho a agradecer a Deus, aos clientes, aos amigos, familiares, filhos, genros e nora por estarem presentes na minha vida, existem clientes que estão comigo desde quando eu comecei. Só tenho a agradecer a Deus por todos esses 20 anos e dizer “com as coisas ruins eu aprendi e com as boas eu agradeço.”


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos