Dom - 22/07
29º 15º 23:23
Guaíra - SP

Festa do Peão de Barretos gera movimentação econômica e de empregos

Geral
Guaíra, 19 de agosto de 2017 - 09h49

Setor de serviços é o mais beneficiado e comércio comemora a injeção de dinheiro nos meses de julho, agosto e setembro

Barretos está recebendo de 17 a 27 de agosto um dos maiores eventos do país: a Festa do Peão de Barretos. Criada por um grupo de amigos com caráter solidário a Festa hoje representa muito mais do que respaldo para instituições assistenciais, é sinônimo de geração de emprego e movimentação na economia da cidade e região.

Segundo dados do CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – do Ministério do Trabalho e Emprego, em agosto de 2016 o município barretense registrou 1.023 admissões e um saldo positivo de 140 vagas.

Segundo José Carlos Ramos Junior, executivo público da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho – SERT, este número de contratações é ainda maior. “Quando pensamos que a maior parte das contratações para o período são temporárias, entendemos que este número de geração de empregos em Barretos é muito maior do que consta nos registros oficiais”, declarou o executivo.

Quando o assunto é a movimentação na economia, a injeção de investimentos começa no mês de julho em especial no setor de construção civil. O secretário executivo da Associação Comercial e Industrial de Barretos, José Carlos Firmino, informou que os proprietários de imóveis investem em reformas e melhorias tanto para receber visitas quanto para locação. “Há contratação de pintores e pedreiros e uma grande busca por materiais elétricos, madeira, e de construção em geral”, afirmou.

Já no mês de agosto quem lucra mais são as lojas de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, cama, mesa e banho, roupas, calçados e acessórios, e durante os 11 dias de Festa o destaque fica para os setores de alimentos e bebidas, combustíveis e medicamentos.

Para aqueles que conseguiram se encaixar no mercado de trabalho neste período, setembro é o mês de colocar a casa em ordem e pagar as contas. Segundo dados da ACIB, em setembro de 2016, dos 56 mil registros no SCPC, 7 mil foram retirados. “É um número significativo de quase 15% de registros retirados. Vemos uma ligação direta com a Festa essa quitação de dívidas”, ressaltou o secretário.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos