Qui - 20/09
28º 19º 07:46
Guaíra - SP

Fogo em residência retoma discussão sobre brigada de incêndios em Guaíra

Caminhão pipa não estava disponível e fogo foi apagado com a ajuda de vizinhos com mangueiras e baldes. Acidente retomou o debate sobre a necessidade de brigada no município e governo garantiu a aquisição de outro veículo com a renovação da frota

Cidade
Guaíra, 2 de junho de 2018 - 07h37

Moradores ajudaram proprietário da residência a apagar fogo

 

 

 

 

 

 

 

Há vários anos, a população de Guaíra vivencia o problema da falta de uma brigada de combate a incêndios mantida pelo poder público. Atualmente, a precária estrutura mantida pelo governo municipal, que conta com apenas um caminhão pipa, não é suficiente para auxiliar o cidadão quando ocorrem incidentes.

Esta realidade foi confirmada na manhã de ontem, 1º de junho, por volta das 9 horas, quando foi registrado um incêndio a uma residência na rua 34, no bairro Campos Elíseos. O local é utilizado pelo proprietário como uma pequena oficina de manutenção de máquinas de lavar roupas, tanquinhos e geladeiras. O fogo, que começou por causas desconhecidas, só foi contido por auxílio de vizinhos e populares, que utilizaram mangueiras e baldes para cessar as chamas.

Ninguém se feriu, mas o dono do imóvel teve prejuízos com máquinas queimadas. O episódio deixou um sentimento de indignação em muitas pessoas que presenciaram a luta dos voluntários para eliminar os focos das chamas, pois o caminhão pipa da prefeitura foi acionado por meio da Guarda Civil Municipal, mas o veículo não estava disponível, uma vez que era utilizado para aguar as plantas de canteiros de flores da rua Acácia Guairense (rua 8).

Os populares também acionaram uma usina (não obtivemos informações de qual foi acionada), que não pôde atender ao chamado. Além disso, não é responsabilidade dessas firmas prestarem este serviço à municipalidade; mesmo assim, sempre que solicitadas e com caminhões disponíveis, fazem o trabalho voluntário para a cidade, sem nenhum custo para o município.

A viatura da Polícia Militar esteve no local acompanhando a ocorrência, mas os policiais não se envolveram na operação. A GCM, que possui treinamento para combate a incêndios, também compareceu com uma viatura e um dos guardas civis auxiliou diretamente nas últimas ações de combate. Quando o fogo já estava praticamente controlado, o único caminhão pipa da prefeitura prestou auxílio. Veículos da Usina Colorado e Usina Guaíra também compareceram, mas o incêndio já estava controlado e não foi necessário o uso.

A informação apurada pela reportagem do Jornal O Guaíra é que a prefeitura possui dois caminhões pipa e um deles fundiu o motor, estando na oficina. O outro é usado pela para outros serviços, como a aguar canteiros, fazer limpeza de espaços públicos e apagar focos de incêndios.

Falta de caminhão pipa gera debate na rede social

A postagem do incêndio na fanpage do Jornal O Guaíra no Facebook gerou uma série de comentários, muitos deles com teor de indignação por Guaíra, com 89 anos de sua fundação, ainda não possuir uma brigada de incêndios regulamentada.

O advogado e empresário rural Dr. Paulo Sérgio Lelis fez críticas sobre esta situação. “Não é de hoje que Guaíra está sujeita a algum tipo de desastre. Tais acontecimentos são tragédias anunciadas e que não se tomam providências. Já passou da hora de Guaíra ter seu Corpo de Bombeiros”, disse ele na postagem.

A internauta Vanessa Silva, que é Bombeiro Civil, lamentou a situação e fez alerta sobre possibilidade de grandes incêndios. “Infelizmente, lastimável essa situação, enquanto não acontecer situações iguais ou até piores que essa as atitudes não são tomadas”, comentou.

A munícipe Natália Araújo também lamentou a falta de uma estrutura voltada para o combate a incêndios na cidade. “É uma vergonha Guaíra não estar preparada para combater incêndios”, destacou ela.

Indicação para caminhão

Uma das primeiras indicações do vereador Jorge Domingos Talarico (PSDB) é que a prefeitura compre um veículo adaptado para o combate a incêndios no município.

O parlamentar defende que a cidade possua uma estrutura com veículo próprio e com isso, evite que incêndios em grandes proporções causem tragédias na cidade.

A indicação foi acatada pela prefeitura municipal, tanto que está na programação a compra de um veículo com empréstimo que a atual administração irá contrair junto ao Banco do Brasil, em operação de crédito aprovada pela Câmara Municipal.

Prefeitura prepara compra de caminhão pipa

Único caminhão da prefeitura que pode auxiliar no combate a incêndios

 

 

 

 

 

 

 

 

Com aprovação e um empréstimo junto ao Banco do Brasil de R$ 4 milhões para a renovação da frota e investimentos na área de iluminação pública, a prefeitura pretende comprar um caminhão pipa para servir como brigada de incêndio.

Em nota divulgada recentemente sobre este problema da falta de veículo próprio, a prefeitura anunciou a renovação da frota municipal. “Em relação ao caminhão pipa, será comprado um novo veículo. O Município faz parte da PAME – Plano de Assistência Mútua de Emergência e a as usinas sucoalcooleiras são parceiras, em casos de incêndio de grande proporção, as equipes das usinas fazem o apoio. A Guarda Civil Municipal é responsável pela brigada de incêndio e defesa civil no município.”


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos