Ter - 17/07
28º 15º 14:29
Guaíra - SP

Governo confirma a centralização das farmácias municipais

Geral
Guaíra, 29 de Abril de 2017 - 08h17

durante 11h por dia, de segunda à sexta. Haverá controle sobre os medicamentos entregues, com cadastro sobre prontuário e remédios prescritos

No final desta semana, a prefeitura enviou nota aos meios de comunicação confirmando o que já estava sendo discutido na cidade há alguns dias: as farmácias municipais, que encontram-se nas Unidades Básicas de Saúde, vão ser extintas e haverá apenas um local de retirada de medicamentos.

A secretaria de saúde quer unificar a rede municipal de distribuição de remédios gratuitos, alegando que assim irá garantir o atendimento adequado à comunidade. A centralização ficará no prédio localizado no bairro Vila Aparecida – Avenida 31, nº 959.  A previsão é que a unidade comece atender a população a partir do dia 15 de maio.

O secretário de saúde, Jorge Uatanabi, explicou como será o funcionamento do local.  “O setor colocará à disposição dos munícipes, durante 11h ininterrupta por dia, o atendimento, de segunda à sexta-feira, sendo da 7h às 18h. Para as pessoas impossibilitadas de buscar o medicamento, a Secretaria de Saúde disponibilizará o medicamento na residência”, declara.

Segundo o governo, por meio de sistema informatizado com prontuários eletrônicos, haverá controle sobre os medicamentos entregues a cada um dos usuários, pois todos os pacientes terão cadastro com informações sobre prontuário e remédios prescritos.

“O objetivo da centralização é criar melhores condições para os usuários da rede pública, além de atender às normas sanitárias. A implantação do programa vai garantir a assistência aos cidadãos. Por meio dele os medicamentos chegarão às mãos dos pacientes”, explica Jorge.

No local, serão distribuídos medicamentos padronizados, Judicial, Social, dos PSF’s e do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial).

Segundo o prefeito José Eduardo, a medida vai oferecer atendimento mais eficaz à população, “o munícipe poderá esclarecer dúvidas sobre a dosagem correta, acredito que haverá maior controle dos medicamentos e oferecerá também mais qualidade no atendimento”, completa.

DIVISÃO DE OPINIÕES

Parte da população compreendeu as mudanças da nova gestão. Já a outra parcela não ficou muito satisfeita com a alteração de sua rotina. “Eu já não estava conseguindo pegar remédios no PSF do jardim Eliza, meu postinho, porque lá estava sem farmácia desde o final de 2016 e isso já me causou um problema imenso. Cada funcionário me direcionava a outra unidade e com isso perdia tempo no meu serviço. Não sei se essa centralização vai melhorar o atendimento. Será que eles vão conseguir entregar os remédios pra todos que são impossibilitados de se locomoverem”, questiona uma moradora, que não quis se identificar.

Já outra guairense concordou com a novidade. “Assim vai ficar mais fácil. As farmácias dos postinhos não ficavam abertas durante todo o dia e, dependendo do horário, a gente não conseguia os medicamentos e precisava se deslocar até outra região para pegar o medicamento.”



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos