Dom - 27/05
27º 15º 20:41
Guaíra - SP

Guaíra tem mais de 5 mil leitores inscritos na Biblioteca Municipal

O local, que leva o nome do escritor guairense Geraldo Napolitano, conta com mais de 25 mil volumes em seu rico acervo

Cidade
Guaíra, 1 de Março de 2018 - 09h41

O corredor do conhecimento que leva à Biblioteca Municipal Geraldo Napolitano

No próximo dia 30 de março, a Biblioteca Municipal Geraldo Napolitano completará 42 anos de sua criação. Fundada em 1976, gestão do ex-prefeito Aloísio Lelis Santana, o espaço está localizado em uma das alas da Casa de Cultura professor João Augusto de Mello.

O prédio que abriga a Casa de Cultura e a Biblioteca foi construído no formato de uma chave, por isso muitos o chamam de “a chave do conhecimento”. Divididos em salas, os livros criteriosamente separados por faixa etária ficam à espera de seus leitores.

Desde 1996, o espaço conta os cuidados da bibliotecária Suzete Costa Barini, funcionária de carreira da prefeitura, responsável pela guarda e cuidados dos mais de 25 mil volumes. Para isto, conta sempre com apoio dos seus companheiros de trabalho.

Os volumes são divididos em salas, onde a busca é facilitada já pela ótima organização. O local conta com seções infantis, de literatura infanto-juvenil, didáticos e literatura brasileira e estrangeira. Aqueles que são lançamento ficam em uma exposição na secretaria da biblioteca.

A maioria dos volumes já encontra-se cadastrada em um sistema de informática disponível desde o ano de 2008 no local. A própria população que busca livros é a maior doadora ao acervo do espaço e, recentemente, o Grupo Espírita Emmanoel, da cidade de São Bernardo do Campo, fez uma doação de 50 volumes espíritas.

Em um levantamento neste banco de dados, comprova que mesmo na era da internet, celulares e tablets, o guairense ainda tem bom gosto para a leitura de livros. A Biblioteca Municipal conta com 5.573 pessoas cadastradas. No ano passado, durante os 12 meses, foram emprestados 7 mil volumes, uma média de 583 livros por mês. A sala mais procurada é a infanto-juvenil, onde estão os livros direcionados para estudantes.

Livros disponíveis na Biblioteca Municipal Geraldo Napolitano

EDIÇÕES GUAIRENSES

A Biblioteca Municipal conta com um belíssimo acerto de livros publicados por guairenses. Muitas pessoas desconhecem, mas 20 conterrâneos ou pessoas que aqui já residiram, já publicaram livros e fizeram questão de registrar a cidade em suas obras.

Geraldo Napolitano, Marcelo Freitas, Elynês Antonelli, Mario Rodrigues da Silva, Paula Macarenco Nascimento, Paulo Eduardo Ribeiro Coelho, Alex Tomé, Darci Costa, Ovidio Nascimento Dias, José Aparecido Rodrigues, Nelson de Oliveira, Elidia Francelina, Aparecida Angelica Garcia, Álvaro Bruno, Anderson Pedroso, Marcos Ferreira Jacomette, Elaine Cristina Giaculi, Luiz Carlos Tocalino e Isaura Inês Rabelo Queiroz, estão na lista de escritores de Guaíra.

Os livros que trazem informações como a história do município, poesias e romances, já ficam separados na própria biblioteca para o fácil acesso dos leitores.

Livros de autores guairenses estão disponíveis na Biblioteca

QUEM FOI GERALDO NAPOLITANO

O livro “Um lugar, um nome, uma vida” de um outro escritor, Ovídio Nascimento, retrata muito bem quem foi Geraldo Napolitano, o patrono da Biblioteca Municipal:

“Para um escritor, autor de sete livros, sobre a história e personalidades de Guaíra (SP), é uma honra ter seu nome imortalizado em uma biblioteca. A biblioteca municipal Geraldo Napolitano representa essa homenagem a um guairense que nasceu em 1933, quatro anos após a instalação do município. Era o quarto filho de Thomaz Napolitano e Celeste Dassiê Napolitano, que vieram de Altinópolis. Os três irmãos mais velhos de Geraldo nasceram naquela cidade: José, Floripes e Luiz. Geraldo foi o primeiro a nascer em Guaíra. Depois vieram Arlindo, Maria e Valdomiro, este, o responsável pelo depoimento sobre a vida de Geraldo. Valdomiro conta que os pais vieram para o município e se ocuparam inicialmente trabalhando em fazendas – a Pindaíba e a Mangues – isso em 1933. Geraldo e Luiz estudaram na escola da Fazenda Mangues e depois, a partir de 1942, no Grupo Escolar Guaíra, o atual Francisco Gomes de Souza. Antes de tornar-se escritor, Geraldo Napolitano trabalhou com o irmão Luiz na oficina mecânica de Carlos de Souza. Geraldo deixaria esse trabalho depois para dedicar-se ao comércio. Abriu uma loja de material de construção com o nome de Comacro, montou um posto de gasolina na esquina da rua 18 com a avenida 11 e ali permaneceu por dez anos, finalmente, entrou como sócio da revendedora Volkswagen na esquina da rua 18 com a avenida 19. Geraldo trabalhou como representante comercial de uma usina de açúcar, foi provedor da Santa Casa de Misericórdia de Guaíra, ministro da Eucaristia e integrante de todas a campanhas para a construção do Seminário e do novo templo da Igreja Católica na Praça São Sebastião. Era um homem de admirável sabedoria, que em qualquer situação tinha a palavra certa para consolar e orientar as pessoas. Pelo decreto 2767, de 12 de julho de 2001, o prefeito Dr. Orlando Garcia Junqueira denominou a Biblioteca Municipal Geraldo Napolitano em homenagem ao historiador autodidata.”

ATENDIMENTO DA BIBLIOTECA

A Biblioteca Municipal Geraldo Napolitano atende a população de segunda a sexta-feira, no período das 8 às 18 horas, sem interrupção para o almoço. Para fazer o cadastro, basta levar um comprovante de residência e o documento de identidade. Cada usuário é cadastrado individualmente. A não devolução dos livros impossibilita de fazer novas retiradas. O telefone da Casa de Cultura para obter mais informações é (17) 3331-2657.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos