Seg - 24/09
35º 19º 21:04
Guaíra - SP

IBGE dá início ao Censo Agropecuário na região

Geral
Guaíra, 4 de outubro de 2017 - 09h55

O município guairense pode confirmar seu destaque como um dos grandes produtores de soja e uma das principais áreas irrigadas do Estado

Após dez anos, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciou a coleta de dados para um novo Censo Agropecuário no Brasil. Os recenseadores iniciaram as pesquisas nesta última segunda-feira (02) em milhões de estabelecimentos agropecuários do país.

Durante os próximos cinco meses, 26 pessoas, entre pesquisadores e recenseadores, irão visitar as propriedades rurais da região de Barretos, levantando informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outros temas. O importante papel da agricultura familiar na produção agropecuária será investigado mais uma vez.

“Há dez anos que não colhemos informações detalhadas sobre o setor agropecuário brasileiro. Aquela informação que vai até o município e bate à porta das unidades produtoras. É um grande censo, que vai varrer a agricultura familiar, o agronegócio e a atividade no Brasil como um todo”, afirma o coordenador regional do IBGE, Julio Cesar Mora.

Os resultados do Censo Agro 2017 devem começar a ser divulgados pelo IBGE em meados de 2018. “Nossos pesquisadores estarão devidamente identificados, com roupas, bonés, crachás e equipamentos do Instituto, demonstrando a segurança do proprietário rural em atender e responder às perguntas. Pedimos a colaboração de todos e qualquer dúvida é só ligar no 0800 informado nos coletes”, destaca Mora.

De acordo com Julio Cesar, Guaíra está entre a principais área de irrigação do Estado e deverá confirmar seu destaque com a pesquisa. “Faremos um levantamento de toda a produção das propriedades, a utilização de maquinários, se há indústria de transformação, etc. Acredito que o município guairense manterá sua evidência no setor de irrigação”, expõe.

Segundo o engenheiro agrônomo do Sindicato Rural de Guaíra, Renato Massaro Sobrinho, serão confirmadas importantes informações para o desenvolvimento do agronegócio local e também nacional. “Sem dúvidas teremos dados reais e grandes resultados, pois, somente nos avanços tecnológicos, na produtividade dos grãos com a chegada da biotecnologia, nos implementos e maquinários agrícolas, evoluímos muito desde o último Censo”, esclarece.

O profissional não deixa de ressaltar o importante papel do município guairense. “No setor pecuário teremos mais informações, tanto de animais de leite como de corte e outras. Para a nossa região tenho certeza que nos colocará como um dos municípios mais modernos no setor da irrigação, teremos o tamanho da área irrigada com a diversidade de culturas instaladas o ano todo (teve crescimento significativo nestes tempos)”, complementa Renato.

 

TECNOLOGIA

A coleta de dados para o Censo Agro 2017 será inteiramente digital, por meio dos Dispositivos Móveis de Coleta (DMCs), que rodam um aplicativo inteiramente desenvolvido pela Diretoria de Informática do IBGE e serão capazes de mostrar a imagem do setor censitário, a posição do recenseador no terreno e os endereços dos estabelecimentos a serem recenseados.

Com a tecnologia, também será possível identificar novos estabelecimentos e cadastrá-los. “Além disso, para garantir que as informações sejam coletadas no setor determinado, o sistema utiliza o GPS e, inclusive, não permite que o questionário do Censo Agro seja aberto fora do local correto”, informa o IBGE.

O novo sistema também vai melhorar a crítica dos dados, orientando os recenseadores durante a coleta, para que o questionário seja preenchido de forma correta. “À medida que o recenseador coleta as informações, os dados já começam a ser transmitidos e conferidos”.

 

NOVA PESQUISA

O Censo Agropecuário 2017 também vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos agropecuários e do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias, que permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários.

A pesquisa irá a campo anualmente captar dados detalhados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de agrotóxicos, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos