Ter - 23/10
31º 20º 19:10
Guaíra - SP

Moradores reclamam de grande acúmulo de lixo em frente às chácaras

Cidade
Guaíra, 5 de agosto de 2015 - 15h47

IMG_4247

Quem passa pelo local encontra uma grande quantidade de entulhos, lixos orgânicos e domésticos, além de garrafas e restos de objetos plásticos

Nesta semana, a redação do jornal O Guaíra foi procurada por moradores da Rua Miguel Borges Leite, próxima à indústria Predilecta, para denunciarem um grande acúmulo de lixo pelo local.

De acordo com a denúncia, o entulho às vezes chega até a atrapalhar o trânsito pela região, pois duas chácaras juntam seus lixos e os colocam em frente às suas residências gerando um transtorno entre os vizinhos.

A equipe da redação foi até a região e encontrou neste acúmulo, lixos orgânicos e domésticos misturados e em contato com o solo. “Eles fazem isso há anos. Vocês podem perceber que onde eles colocam esses entulhos nem há mais asfalto, o que pode ocasionar um problema ao meio ambiente” disse o denunciante.

Como a coleta da prefeitura passa no local apenas uma vez por semana, e para o lixo doméstico duas vezes, o correto seria que os proprietários juntassem os resíduos em lixeiras ou caçambas, dependendo da quantidade. “Tentamos pedir a eles, mas continuam jogando de tudo ali. Já procuramos o Almoxarifado da prefeitura e até a vigilância que, quando apareceu só visitou as casas procurando focos de dengue, mas não fez nada sobre ali ser um possível criadouro do mosquito”, destaca o morador.

A diretora de Serviços Urbanos, Patrícia Paulino Gonçalves, foi procurada para possíveis esclarecimentos por parte da prefeitura. A funcionária afirmou que este grande acúmulo não pode acontecer e que inclusive já tem ciência sobre o caso. “Sabemos deste transtorno entre os vizinhos da Rua Miguel Borges Leite. Este lixo doméstico e orgânico, que reúne restos de horta, não pode ser misturado e muito menos colocado na via”.

Patrícia destacou que enviará um fiscal no local para conversar com os proprietários. “Faremos uma notificação por escrito também dando um prazo para que eles retirem esses resíduos e os coloquem em locais apropriados”, disse a diretora.

Um dos proprietários também acumula montes de adubo ao lado da estrada de acesso às chácaras. Mas, esta grande quantidade gera um mau cheiro que acaba atrapalhando os vizinhos. “Se esta compostagem está causando odores e transtornos à vizinhança, ele também será notificado e terá um prazo para retirar estes resíduos, no máximo em três dias, se não, a prefeitura recolherá estes resíduos.

 


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos