Seg - 21/05
22º 19:19
Guaíra - SP

Paredes de galpão que armazena lixo tóxico desabam

Geral
Guaíra, 30 de julho de 2016 - 08h02

Os restos de couro estão sendo depositados neste Barracão, após denúncia da vereadora Ana Beatriz Coscrato Junqueira sobre o descarte irregular de lixo industrial

materia 2 (2) materia 2 (3)

As paredes do barracão de reciclagem, localizado próximo ao lixão, que está armazenando os restos de couro retirados do aterro sanitário e da balança municipal, desabaram nesta semana, espalhando o lixo tóxico pelo local. A denúncia foi feita por um guairense, que publicou as fotos nas redes sociais.

De acordo com o departamento de Serviços Urbanos, as paredes trincaram após a operação de um maquinário. “O operador forçou a máquina, ele empurrou muito forte o monte de couro, o que acabou trincando a estrutura”, disse Luciano.

O setor informou que eles já iniciaram a limpeza ao redor do barracão para evitar que o lixo tóxico se espalhe e que o departamento de Obras já foi informado para realizar reparos no espaço. “O pessoal da Engenharia irá levantar uma parede para reforçar e impermeabilizar o barracão, para evitar o contato com chuva, etc.”, explicou.

Os restos de couro estão sendo depositados neste galpão, após denúncia da vereadora Ana Beatriz Coscrato Junqueira, a Dra. Bia Junqueira, no início deste mês, sobre o descarte irregular de lixo industrial – resíduos de produção de couro – em duas áreas pertencentes ao município de Guaíra.

Como o governo aguarda as investigações, para descobrir a autoria do crime ambiental, foi orientado pela CETESB a armazenar os restos de couro neste galpão de reciclagem.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos