Sáb - 23/06
29º 16º 16:35
Guaíra - SP

População reclama de bueiro entupido e mau cheiro no bairro Taís II

Geral
Guaíra, 31 de outubro de 2017 - 10h38

O odor fétido está atrapalhando a comunidade da região, que pede medidas urgentes por parte do governo e solução para a água de esgoto que está retornando de um escoadouro

Os moradores estão reclamando e não aguentam mais o mau cheiro que atinge o bairro Taís II, no município. As casas que se localizam próximo ao córrego Santa Quitéria denunciaram o odor fétido na região e a sujeira que há no local.

Além disso, o esgoto está voltando em um bueiro da Rua 27B com a Avenida Marginal, o que piora o fedor e ainda oferece riscos de animais peçonhentos dentro das residências.

“Já pedimos aos vereadores e também à prefeitura. Não aguentamos mais conviver com esse mau cheiro e essa invasão de ratos, baratas e escorpiões. Pedimos uma providência, urgente”, reclama uma munícipe. Os residentes chegaram a enviar fotos ao Jornal O Guaíra para denunciar a situação do bairro.

Em contato com o governo, o Departamento de Esgoto e Água de Guaíra justificou que, devido à estiagem, houve uma redução do volume de água do córrego o que ocasionou o acúmulo de matéria orgânica proveniente da Lagoa do Fogão.

Segundo informações preliminares do Departamento de Controle de Qualidade do DEAGUA, as bactérias presentes nas lagoas não foram “melhoradas” e, em virtude disso, as reações bioquímicas (anaeróbias e aeróbias) não são completas. “Assim, a matéria orgânica não é convertida em elementos e compostos mais simples o que gera a proliferação do crescimento de algas, diminuição significativa na eficiência da redução da DBO, aumento dos sólidos suspensos, geração de lodo e a formação de gases, principalmente o H2S (ácido sulfídrico) responsável pelo mau odor”, justifica.

De acordo com a autarquia, sua equipe técnica tem pesquisado alternativas que possam ser mais eficientes para um tratamento com microrganismos benéficos que têm o poder de digerir a matéria orgânica dos despejos para a melhoria da qualidade ambiental. Mas, é necessário contratar profissionais para isso, o que exige cotação de, no mínimo, três empresas para a prestação de serviços.

“Por se tratar de um serviço técnico especializado, todas as empresas contatadas demandaram por visita técnica para vistoria do local e coleta de material para análise, a fim de definir os quantitativos a serem aplicados de acordo com a especificação técnica de cada produto, fato que tem provocado uma demora relativa na resolução do problema”, complementa.

 BUEIRO

Quanto ao problema de retorno do esgoto em um dos bueiros do bairro, o DEAGUA não respondeu especificamente por este escoadouro, mas, de um modo geral, alegou que tem inspecionado o município e que os guairenses podem entrar em contato em caso de entupimento através do número 0800 941 1007.

“No mês de Janeiro deste ano foi realizada a limpeza em 664 caixas coletoras de água pluviais. Esse serviço foi realizado novamente no período de 25 a 30 de setembro deste ano, inclusive com uso de equipamento Hidrojato e Sucção nos pontos críticos. Atualmente o DEAGUA tem licitado R$ 232.557,60 em serviços para execução e reforma de guias, sarjetas e passagens de água, bocas de leão e limpeza de dispositivos de drenagem do Município, conforme Processo Licitatório Nº 87/2017 Edital Nº. 15/2017 Tomada de Preços Nº. 02/2017.”

O diretor da autarquia, Lucas Froner de Oliveira Silva ainda explicou que, como atualmente os custos e despesas com a prestação dos Serviços Públicos de Manejo de Águas Pluviais Urbanas são pagos com parte dos valores da Tarifa de Água e da Tarifa de Esgoto, isso reduz a capacidade de investimento do DEAGUA nos serviços já tarifados, “além de não ser o suficiente para cobrir os custos com os serviços de drenagem.”

“Por determinação do prefeito, para que se cumpra a Lei, o DEAGUA vem assumindo gradativamente os demais serviços de saneamento básico do Município, contudo, a Lei Orçamentária Anual relativa ao exercício de 2017, aprovada em 2016, não contemplava tais serviços limitando assim a atuação da Autarquia”, finaliza.

 



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos