Qua - 21/11
26º 20º 04:23
Guaíra - SP

Prefeito José Eduardo retoma projeto da faculdade presencial em Guaíra

Após seis anos com prédio sendo deteriorado, prefeito José Eduardo Coscrato Lelis determinou reforma do espaço para abrigar a primeira faculdade presencial do município.

Cidade
Guaíra, 25 de outubro de 2018 - 10h28

Após seis anos, Guaíra volta a sonhar com a instalação de uma faculdade presencial que deverá ser instalada na estrutura da extinta Incubadora de Empresas, localizada no Distrito Industrial 2. Para que o projeto finalmente se torne realidade, o prefeito José Eduardo Coscrato Lelis está resolvendo o problema estrutural do prédio que já foi doado pelo município à empresa Kheiron Educacional, que será a gestora dos cursos de ensino superior no município.

 

Por determinação do Chefe do Executivo, a prefeitura realizou uma licitação, à bem do serviço público, e investirá R$ 172 mil na reforma do imóvel.

 

Parte fundamental na solução deste problema que arrasta há duas gestões municipais, o prefeito José Eduardo afirma que, como gestor público, tem que ter compromisso com a legalidade, transparência e economicidade, não deixando de ter uma visão para as reais necessidades do bem coletivo. “Estamos empenhados em trazer cursos de nível superior presenciais para Guaíra. Com essa faculdade muitos estudantes deixarão de passar horas viajando pelas estradas da região. Isso também é segurança e maior tranquilidade para os pais desses jovens que serão o futuro de nosso município”, disse ele.

 

José Eduardo está dando um direcionamento correto para um sonho da população guairense que já dura mais de seis anos. A proposta foi iniciada na gestão do ex-prefeito José Carlos Augusto, quando o prédio foi doado à empresa Kheiron Educacional. O projeto de doação do prédio, que teve a participação fundamental do vereador Dr. Cecílio José Prates, foi aprovado pela Câmara Municipal. A administração ficou responsável pela realização de obras de adequação para aprovação dos cursos pelo Ministério da Educação.

 

Na época, uma empresa foi contratada por meio de licitação para realizar as obras, que não foram concluídas totalmente até o final de dezembro de 2012. O ex-prefeito Sérgio de Mello, que na campanha de 2012 manifestou ser contra o projeto, venceu aquele pleito eleitoral e não deu prosseguimento às obras para conclusão das adequações e muito menos à proposta da faculdade.

 

O prédio acabou sendo deteriorado e vandalizado, tornando-se inviável a instalação da faculdade. Denúncias elaboradas por vereadores foram encaminhadas ao Ministério Público mostrando dano ao patrimônio público diante da inércia do governo petista. A empresa Kheiron Educacional também entrou com ação contra o poder público. O ex-prefeito Sérgio de Mello chegou a firmar um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), com o Ministério Público se comprometendo a fazer a manutenção do prédio da incubadora viabilizando assim, sua entrega para ao responsável, que iria instalar a faculdade presencial na cidade, mas isso nunca aconteceu.

 

RECURSO RETORNARÁ

Este recurso, no valor de R$ 147 mil, deverá retornar ao município por meio de uma ação ajuizada contra a empresa que realizou primeira reforma, em virtude de medidas legais adotadas pelo prefeito.

Como o imóvel da incubadora não havia sido entregue e tão pouco a gestão Sergio de Mello adotou providencias para concluir a obra, José Eduardo determinou que sua equipe jurídica elaborasse uma ação contra a empresa responsável pela obra. No início deste ano a Justiça acatou os argumentos da administração e condenou a empresa a ressarcir os cofres públicos em R$ 147 mil por não haver terminado o projeto da reforma e adequação do imóvel.

 

Além deste custo com partes do projeto por se fazer, a prefeitura também quer receber os recursos gastos com esta reforma que está sendo feito atualmente. Foram iniciadas as trocas dos vidros que foram todos quebrados, e nesta semana, após a manutenção da rede elétrica por parte da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), as demais obras internas serão executadas, com a substituição de equipamentos quebrados e de outros objetos. Para finalizar a reforma o prédio receberá uma nova pintura e será colocado à disposição da empresa Kheiron Educacional.

 

A FACULDADE

 

A instalação da faculdade presencial não ocorrerá do dia para a noite. Existe todo um processo que será iniciado após a conclusão das obras de reforma e entrega do prédio para a empresa Kheiron Educacional. Após isto, todo a documentação deverá ser encaminhada ao Ministério da Educação para aprovação e vistorias serão realizadas na sede.

 

O certo é que o prefeito José Eduardo Coscrato Lelis está dando continuidade a um projeto que foi iniciado no ano de 2012 e que encheu de esperanças toda a comunidade guairense.

 

Representando o Grupo Kheiron, o professor Dr. José Eduardo Miranda, já se manifestou informando que assim que o prédio estiver em condições de uso e sua entrega for oficializada dará entrada novamente no Ministério da Educação dos pedidos de autorização para implantação dos cursos de graduação e pós-graduação para a faculdade de Guaíra.

 

O prefeito José Eduardo afirma que além de suprir uma demanda por cursos superiores na cidade, outro ponto positivo com a vinda da faculdade para Guaíra é que o município passará a receber estudantes de outras cidades movimentando o comércio como um todo, desde o mercado imobiliário até o setor de serviços.

O prefeito José Eduardo, responsável pela retomada do projeto de instalação da faculdade, em visita ao local


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos