Qui - 19/07
28º 17º 14:38
Guaíra - SP

Prefeitura desmente rumores sobre terceirização do Velório Municipal

Geral
Guaíra, 28 de Março de 2017 - 07h43

Executivo alega que está buscando alterar as regras da concessão para que a funerária vencedora do certame administre toda a manutenção do espaço, sob fiscalização do governo municipal

Foto: Ernani Carreira

Foto: Ernani Carreira

Neste último final de semana, a notícia de que a prefeitura poderia terceirizar o Velório Municipal percorreu as redes sociais e originou as mais diversas opiniões. O assunto foi amplamente discutido pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Guaíra que, através de sua página, expôs a sua contrariedade quanto ao assunto.

“Recebemos uma denúncia de que provavelmente o atual prefeito José Eduardo Lelis vai tentar privatizar o velório. Nosso sindicato é contra qualquer tipo de terceirização no serviço público. Para nós, terceirização é precarização e porta de entrada para a corrupção. Não vamos aceitar. O velório é municipal, é do povo e para o povo. Lá tem servidores concursados e não se pode lucrar com o luto alheio. Desde já não concordamos. E, atenção, vereadores, estamos de olho na atuação de vocês. Qualquer ação contra o serviço público será cobrada e repelida”, destacou a entidade.

Porém, em contato com a atual administração, a prefeitura explicou que não haverá nenhuma “terceirização”, mas sim uma concessão com a funerária. Segundo o governo, será contratada uma empresa para a realização de serviços de utilidade pública.

“A concessão dos serviços funerários já existe há mais de 10 anos no município de Guaíra.  A Prefeitura está realizando um estudo técnico que obedeça aos princípios constitucionais e, dentro desse processo, existe a possibilidade da funerária vencedora da concessão administrar o velório municipal”.

De acordo com a assessoria de comunicação do prefeito José Eduardo, caso as modificações sejam aprovadas, a empresa continuará pagando à prefeitura, mas precisará manter a manutenção do espaço.

“Hoje, a concessão é feita por meio de licitação e a empresa ganhadora é a que melhor oferece o serviço e o melhor valor, ou seja, a funerária paga por isso. Com as novas regras incluirão climatização do prédio, pintura, limpeza e funcionários. Caso ocorra essa modificação, em vez de a Prefeitura administrar o velório, a Funerária passará a administrá-lo com toda a sua manutenção sob fiscalização do município”, explica o Executivo. Com isso, os servidores públicos que atuam no local serão remanejados para outros setores e a empresa precisará contratar novos trabalhadores, o que poderá abrir vagas de emprego no município.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos