Qua - 19/12
32º 22º 03:31
Guaíra - SP

Provedoria devolve Santa Casa para Prefeitura

Em reunião na tarde de ontem, 01, a diretoria da entidade devolveu o comando do hospital ao município

Cidade
Guaíra, -

Depois de esgotarem todas as possibilidades legais e viáveis de sanarem a dívida de mais de 6 milhões recebidada gestão do ex-prefeito Sérgio de Mello à entidade, os diretores assinaram na manhã de ontem , 01, um documento deixando a administração do hospital.

O Provedor Jonas Lelis, juntamente com a diretoria, fez uma coletiva de imprensa onde comunicou a todos que está devolvendo o hospital para a prefeitura municipal. Além disso, foi entregue a todos os presentes, um balancete da gestão que durou de 01 de julho de 2017 até 30 de setembro de 2018, com arrecadações, gastos, campanhas e investimentos. A reunião também contou com a presença do secretário de Saúde Jorge Watanabe, munícipes e vereadores.

Em 2016, quando iniciou seu mandato, o prefeito José Eduardo CoscratoLelis fez uma Intervenção na Santa Casa, onde o advogado Eder Conti ficou como interventor até que o hospital fosse entregue para a sociedade civil, por meio da provedoria. Desde então, foram promovidos diversos eventos para arrecadação de fundos, além da tentativa de sanar de vez a dívida da entidade, que, de acordo com Jonas, não foi possível.

“Tentamos tudo que era possível dentro da legalidade, mas sem verba é impossível resolver o problema. A contratualização, que repassa dinheiro da prefeitura, é insuficiente pois só resolve os pagamentos dos médicos atualmente, sendo que a dívida vem se arrastando e virando uma bola de neve cada vez maior. As campanhas não conseguem ajudar muito com o tamanho da dívida que deixaram”, relatou o agora ex- provedor. O secretário de saúde, por sua vez, disse que o problema vem se arrastando há muito tempo e não é culpa da prefeitura, que tem feito seus repasses em dia. “Os repasses são feitos de acordo com o contratualizado, porém, essa dívida que ficou gera juros, multas e não tem como ser paga com o dinheiro repassado que é para despesas atuais. A Santa Casa não é do Prefeito, de políticos e da provedoria, ela é da sociedade e precisa ver quem deixou essa dívida porque tenho certeza que novas dívidas não foram contraídas, essas são antigas e vem se arrastando há muito tempo” disse Jorginho.

Por fim, a mesa e o conselho fiscal apresentaram a carta de renúncia e informaram que uma Assembleia deverá ser convocada e, se ninguém assumir a provedoria, o hospital deverá voltar à Intervenção Municipal.


TAGS:

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos