Dom - 19/08
29º 16º 20:50
Guaíra - SP

Quadrilha é suspeita de furtar tratores e pedir resgate de R$ 70 mil às vítimas

Policial
Guaíra, 19 de agosto de 2015 - 15h40

Empresário teve três máquinas furtadas na região de Ribeirão Preto. Suspeitos foram até empresa pedir dinheiro em troca dos tratores

A Polícia Civil de Altinópolis identificou seis integrantes de uma quadrilha suspeita de furtar tratores na região de Ribeirão Preto. Os suspeitos chegaram a pedir R$ 70 mil para devolver três máquinas a uma das vítimas. Um dos integrantes do grupo foi preso na sexta-feira (14) e a Justiça determinou a prisão temporária dos outros envolvidos, que estão foragidos.

Os suspeitos foram identificados depois que um empresário afirmou ter sido procurado pelos ladrões, poucos dias após o furto de três tratores de uma fazenda em Altinópolis, no final de julho. “Queriam dinheiro para devolver as máquinas e chegaram a ir na minha empresa para negociar”, afirmou o homem, que prefere não ser identificado.

A vítima se recusou a pagar os R$ 70 mil de ‘resgate’ e relata ter sido ameaçada pelos suspeitos. “Disseram que se eu procurasse a polícia iam mandar me matar, eu e minha família, estamos preocupados agora, não sabemos nem o que fazer”, afirmou o empresário. Os tratores, avaliados em R$ 300 mil ainda não foram recuperados.

A partir de imagens do circuito interno de segurança da empresa, a polícia chegou aos suspeitos. “Ele [a vítima] confirmou alguns nomes e já identificamos pelo menos cinco nomes, pedimos a prisão temporária de todos e juiz concedeu”, comentou o delegado José Augusto Franzini, que conduz as investigações.

Na sexta-feira, um dos suspeitos foi preso e um sexto envolvido foi identificado, segundo a Polícia Civil. “Fomos informados de um caminhão em Serrana (SP), fomos até lá e encontramos um caminhão-prancha, todo preparado para transportar esses tratores e já identificamos o dono, que tem passagem por furto e tráfico”, disse Franzini.

A polícia acredita que a quadrilha esteja envolvida em outros crimes na região de Ribeirão Preto. Segundo o delegado, o alto valor das máquinas e o baixo nível de segurança da maior parte das fazendas, fazem dos tratores e de outros maquinários agrícolas alvos fáceis para os bandidos. “A região é muito grande, com muita saída, muita área rural, em que podem deixar as máquinas escondidas”.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Policial
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos