Ter - 23/10
31º 20º 20:36
Guaíra - SP

Região Oeste recebe investimentos públicos e possui demandas urgentes

Na região que mais cresceu nos últimos anos em Guaíra, a atual administração investe na revitalização de uma mata que será ponto de lazer e modelo ecológico para a região. Problemas com o asfaltamento de avenida, iluminação pública e segurança são reivindicações de moradores

Cidade
Guaíra, 7 de agosto de 2018 - 07h38

Foto via satélite do Google Maps mostra duas realidades: revitalização da mata do bairro Thaís e trecho de avenida sem asfalto

 

 

 

 

 

 

Uma das regiões de Guaíra que mais cresceu nos últimos 20 anos é, sem dúvidas, a Oeste. Se na década de 90, a área contava apenas com o conjunto habitacional Aniceto Carlos Nogueira, entregue à população na gestão do ex-prefeito José Pugliesi, atualmente, são vários bairros, como Tonico Garcia, Luiz Afonso Pignanelli, Antônio Nery Lopes, José Pugliesi e muitos outros loteamentos que se transformaram em residenciais, como Nova Guaíra, Taís I e II, Jardim Solaris e Jardim Lígia. Agora, por último, o residencial Santa Bárbara.

Paralelo ao crescimento do território, surgiram investimentos públicos e privados, com duas creches, uma escola de ensino infantil, uma escola de ensino fundamental, centros comunitários, uma unidade de saúde da família, estabelecimentos comerciais, entre outros. Os moradores não precisam ir muito longe para ter acesso aos serviços públicos.

INVESTIMENTO: Obra de revitalização da mata do residencial Thaís. Recurso de R$ 200 mil conquistado junto ao Governo do Estado irá valorizar região e criar espaço para lazer e prática de esportes para moradores

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A área de lazer também foi contemplada. Nos últimos anos, foram construídos: um centro esportivo para a modalidade futebol, uma piscina semiolímpica na escola Vera Vitali e uma quadra de esportes. Agora, o maior investimento dos últimos anos é, sem dúvidas, o projeto de revitalização da mata do residencial Taís; antiga reivindicação dos moradores.

O comércio é forte e em constante crescimento, tanto que foram instaladas farmácias, lojas, supermercados e, por último, o posto de combustíveis Califórnia com loja de conveniência. O empreendimento pertence ao Grupo Aguetoni e, além de gerar empregos, valorizou ainda mais o potencial econômico da região.

Entretanto, em contraste a este lado positivo da expansão imobiliária e populacional daquela área, surgem os problemas de infraestrutura e a necessidade urgente de investimentos do poder público em áreas como a sinalização de trânsito, iluminação pública e a segurança.

ILUMINAÇÃO DE AVENIDA

Prefeitura está investindo em obras de calçamento de espaços pertencentes ao patrimônio público que melhoraram a mobilidade urbana da região.

 

 

 

 

 

 

 

Com a expansão do território, alguns problemas se tornaram visíveis. Um deles está relacionado ao trânsito. A quantidade de veículos que cruza as principais avenidas de acesso aos bairros chama atenção em horários de pico, como no período da manhã, das 7 às 8 horas e das 11 às 12 horas, como no final da tarde, das 17 às 19 horas.

São horários que compreendem a ida para o trabalho, o retorno para o almoço e o final do expediente. A avenida que mais registra trânsito é a José Garcia Junqueira, a estrada da Mata. O fluxo é grande nos dois sentidos. Com a instalação do posto de combustíveis, o vai e vem se tornou ainda maior, devido à procura pelo abastecimento.

Outra situação é quanto à falta de redutores de velocidade, uma reivindicação antiga da população, já se tornou indicação da Câmara Municipal, mas que, até o momento, não foi atendida pela administração.

E é a própria via pública que carece de investimentos em sinalização de trânsito e iluminação. Parte do trajeto, que compreende da rotatória da rua 6, até o final da rua 14 B no bairro Antônio Nery Lopes, não existe sinalização e iluminação pública e a avenida passa a ser pista simples, ou seja, sem o canteiro central que divide os dois sentidos.

Esta solicitação já foi, inclusive, oficializada pelo vereador Rafael Talarico, por meio de indicação encaminhada ao prefeito José Eduardo. Ele solicitou a sinalização e iluminação do trecho e alegou que a falta desta infraestrutura pode representar risco aos moradores.

SEM ASFALTO: A falta da infraestrutura nos dois sentidos da avenida Lions Clube, no trecho que liga à estrada Guerino Talarico, tem gerado diversos transtornos aos moradores.

 

 

 

 

 

 

 

 

MATA DO TAÍS

A ordem de serviço para a revitalização da Mata do Taís foi dada pelo prefeito José Eduardo, as obras começaram e estão bastante adiantadas. O calçamento já foi concluído, uma academia ao ar livre foi parcialmente instalada e os alambrados começam a receber a estrutura.

Neste projeto, ainda serão construídos quiosques. A expectativa dos moradores é que, com a reestruturação promovida pela atual administração, o local seja um espaço de convivência da população, transformado em uma área de Lazer.

O recurso foi proveniente de um pedido da base dos vereadores PSDB em Guaíra junto ao Deputado Estadual Roberto Engler. Foi liberado pelo governo do Estado o valor de R$ 200 mil reais, com uma contrapartida da prefeitura com recursos próprios.

Este é o maior investimento que a atual gestão está fazendo na região Oeste da cidade. Irá colocar fim à depredação sofrida pela própria mata e ainda trará qualidade de vida aos locais, que terão um espaço para a prática de esportes, como a caminhada e uso da academia popular.

CONSTRUÇÃO DE CALÇAMENTO

Além da revitalização da mata do residencial Taís, a prefeitura também está construindo calçadas em espaços públicos da área. Anteriormente, os pedestres eram obrigados a caminhar pela via pública, expondo-se ao risco de atropelamentos e acidentes.

Agora, nesta primeira etapa, já foi feito o calçamento da Rua C e, para a segunda fase, entra o lado oposto da área pública, na 7A, no residencial Taís. Por sua vez, a obra da calçada ecológica que circunda o Complexo Esportivo “Waldemar Moreira”, no Bairro José Pugliesi, ainda não foi finalizada. A prefeitura aguarda que a CPFL mude o local onde estão fixados os postes de energia elétrica, para próximo à sarjeta, para que concluir o empreendimento.

AVENIDA LIONS CLUBE

Um trecho da Avenida Lions Clube que liga à estrada Guerino Talarico Filho está sem asfalto. A falta da infraestrutura causa diversos transtornos aos moradores e usuários da via pública: em períodos de seca, a poeira e, em dias de chuva, a lama.

O asfaltamento deste trecho já foi, inclusive, motivo de um abaixo-assinado elaborado por moradores e entregue ao vereador Jorge Domingos Talarico, que agendou uma reunião com o prefeito José Eduardo Coscrato Lelis e fez a entrega do documento que solicitava ação do poder público para acabar com a situação enfrentada pela região.

Outro trecho da mesma Avenida, só que no cruzamento da José Garcia Junqueira, a estrada da Mata, já foi pavimentado. Neste local, ocorreu uma parceria entre a prefeitura e os proprietários de loteamentos, que deram a sua contribuição para a urbanização.

No outro sentido, a poeira não só traz problemas para a limpeza das casas, como também ocasiona doenças respiratórias em crianças. A solução seria uma gestão do poder público, junto a proprietários de imóveis existentes no território para promover o asfaltamento do trecho.

 


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos