Dom - 22/07
29º 15º 23:19
Guaíra - SP

Secretário presta contas sobre economias realizadas no transporte universitário

Geral
Guaíra, 4 de agosto de 2017 - 10h32

Renato Moreira afirma que, após pesquisar preços e qualidade, conseguiu economizar R$ 237.435,67 de gastos com empresas de ônibus em relação ao 1º semestre de 2016  

O secretário de educação e vice-prefeito, Renato Moreira, apresentou uma prestação de contas referente aos gastos com o transporte universitário no primeiro semestre de 2017 – subsídios de 50% por parte do governo.

De acordo com ele, a economia se deu devido à pratica de preços competitivos e de mercado, sem prejudicar a qualidade dos serviços que foram prestados. Segundo a prefeitura, o custo médio mensal da parte dos estudantes que viajaram para Barretos foi de R$ 89; Bebedouro de R$ 153; Franca R$ 200; Ribeirão Preto R$ 270; e em Miguelópolis R$ 95 (veja tabelas).

O levantamento da Diretoria de Finanças do Município destaca que ocorreu uma redução de 25% de gastos em relação ao primeiro semestre de 2016. “De janeiro a junho deste ano foram gastos R$ 737.986,40 e no mesmo período do ano passado foi pago foi o valor de R$ 975.422,07, uma economia de R$ 237.435,67”, ressalta o Renato.

Os dados ainda mostram que as reclamações protocoladas em 2017 foram três relacionadas à linha de Franca devido a quebras e uma por discussões entre os alunos, totalizando quatro reclamações. “Em 2016 foram protocoladas 22 reclamações, sendo sete para a linha de Barretos, um em Ribeirão Preto, cinco na linha de Bebedouro e nove não informaram o destino. Os dados foram fornecidos pela AEG – Associação dos Estudantes de Guaíra”, demonstra.

Para o secretário e também gestor do contrato, os números comprovam que houve responsabilidade com o recurso público. “A administração preconiza a eficiência, a transparência e a responsabilidade com o dinheiro público e gestão. É isso que estamos fazendo frente à Secretaria de Educação e essa economia gerada poderá ser aplicada em outro setor, beneficiando a população como um todo e também valorizando ainda mais a educação”, esclarece Moreira.

A partir de agosto, com a lei regulamentada do auxílio transporte, os alunos contrataram as empresas de transportes e a prefeitura continua com o auxílio de 50%. Atualmente, são cerca de 900 a 1000 alunos que cursam o ensino superior e que viajam diariamente para outras cidades.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos