Dom - 24/06
28º 19º 15:47
Guaíra - SP

Sem combustível, peruas não podem buscar alunos na zona rural

Governo municipal garantiu atendimento do transporte de saúde e escolar somente até amanhã. Seleta confirmou a normalidade da coleta de lixo até sábado (02). Caso ainda não haja abastecimento de combustível na cidade, situação pode piorar

Cidade
Guaíra, 29 de Maio de 2018 - 10h12

 

 

 

 

 

 

Os reflexos da paralisação dos caminhoneiros já são sentidos em vários setores da sociedade guairense. Nos postos já não há mais combustíveis, o que começa a prejudicar os serviços públicos da prefeitura municipal.

Desde ontem, os motoristas que prestam serviço para o governo municipal, de transportar crianças e adolescentes da zona rural para as escolas da cidade, não conseguiram combustível, deixando dezenas de alunos sem aula. A prefeitura ainda garante os ônibus na área urbana, porém, somente até amanhã (30). Caso não haja mudanças nos postos ou na situação do movimento dos caminhoneiros, a situação pode piorar.

“A Prefeitura de Guaíra ainda tem combustível para garantir os serviços prestados a comunidade até quarta-feira. Alguns ajustes para atender prioridades e rodízios já começaram a ser executados com finalidade de atender urgências e emergências”, informou o Executivo.

Segundo o departamento de comunicação do prefeito, as aulas seguem normalmente na rede municipal de ensino, nas CEIs (Creche), CEMEIs (pré-escolas) e EMEFs (1º ao 5º ano) até dia 30. Provavelmente, alunos que não conseguirem transporte não receberão falta.

Já o transporte dos universitários para cidades vizinhas, a AEG – Associação dos Estudantes de Guaíra – ressalta que os estudantes aos quais as faculdades dispensaram, não viajam, no entanto, os demais rodam normalmente, sem previsão de quando o serviço prestado por empresas terceirizada será interrompido.

“Quanto a alternativas de abastecimento existem tratativas com Usinas, mas que restringem aos veículos flex a álcool, que são minoria na frota”, complementou o governo.

SAÚDE

O SAMU no município está garantido e continuará atendendo 24h por dia, através de uma parceria com a Usina Colorado, que manterá abastecidas duas ambulância flex: uma para viagens prioritárias (urgências) e outra para o transporte social dentro da cidade.

As viagens de vans e ônibus para hospitais de outros municípios estão ocorrendo gradualmente. No entanto, o combustível restante será suficiente somente até hoje, dia 29.

Quanto aos medicamentos, o departamento de saúde informou que a Farmácia Municipal tem estoque para, pelo menos, 15 dias e continua distribuindo os remédios normalmente.

LIMPEZA

Atuando com revezamentos e prioridades, os serviços de limpeza pública prestados diretamente pela prefeitura devem ser mantidos até amanhã, dia 30, como coleta de lixo nos pontos estratégicos, coleta de limpeza de quintal, lixo próprios públicos, coleta de animais mortos e entulho de construção.

Já a empresa Seleta informou que até sábado, 2 de junho, o recolhimento de lixo domiciliar está garantido nos dias e horários habituais.

A Prefeitura conclama a população a colaborar com o momento em que o país atravessa, não dispensando qualquer tipo de detrito na rua fora do prazo estipulado.

“Conseguiremos manter os serviços públicos essenciais até quarta-feira e peço compreensão da população neste momento ímpar de mobilização popular. A municipalidade está fazendo todo o possível para manter a prestação de serviços aos munícipes, esperando que a situação seja resolvida o mais rápido possível, de forma pacífica e com avanços que todos almejam. Na próxima segunda-feira, dia 4, iremos analisar novamente a situação”, destaca o prefeito José Eduardo Coscrato Lelis.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos