Sáb - 20/10
31º 19º 14:25
Guaíra - SP

Vereador faz alerta sobre inseto barbeiro em regiões da cidade

Jorge Domingos Talarico foi procurado por moradora do Jardim Palmares, que informou grande incidência da espécie causadora da doença de chagas. Providências já foram solicitadas junto a órgãos municipais

Cidade
Guaíra, 28 de Janeiro de 2018 - 10h37

O vereador Jorge Domingos Talarico foi procurado, nesta semana, pela moradora do bairro Jardim Palmares, Vânia Junqueira Tristão, que demonstrou preocupação com o aparecimento de grande quantidade de insetos Triatoma infestans, popularmente conhecidos como “Barbeiros”, na região onde mora.

Caso esteja contaminado pelo protozoário Trypanosoma Cruzi, o barbeiro, que se alimenta de sangue humano, é o transmissor da doença de chagas. Alguns vivem somente na mata, mas outros se adaptaram totalmente às casas.

Vânia esclareceu ao parlamentar que encontrou um inseto no quarto de sua casa. Devido ao seu grande conhecimento na área de saúde pública (ela é servidora municipal aposentada), encaminhou-o para análise em laboratório de Ribeirão Preto, mas não foi detectada a presença do protozoário transmissor de chagas.

Após isto, Tristão postou no grupo de WhatsApp dos moradores do bairro e ficou surpresa com a grande quantidade de pessoas que se manifestaram e que também encontraram o mesmo inseto em suas casas. Um breve levantamento realizado pelas postagens revelou que chegou a cerca de 20 moradias.

A guairense comentou a Jorge que, mesmo o primeiro inseto não estando contaminado, existe a apreensão com o alto número encontrado na região. “Estou muito preocupada. Acredito que uma providência deve ser tomada urgente”, destacou ela, informando já ter comunicado o fato para a Vigilância Epidemiológica Municipal.

O vereador recebeu todos os dados necessários para que pudesse buscar, junto aos órgãos competentes, informações de procedência em casos como este. “Não queremos aqui fazer alarde ou preocupar a população, mas temos que agir. Assim como acontece no bairro Palmares, outras regiões também podem ter o mesmo problema”, expôs Talarico.

PROVIDÊNCIAS

Ciente do problema, Jorge Domingos tomou algumas atitudes. A primeira, foi fazer uma indicação ao prefeito José Eduardo Coscrato Lelis, onde solicita um pedido formal para a Superintendência de Controle de Endemias (SUCEN), órgão do Governo do Estado, objetivando a efetivação de uma ação de busca e combate ao barbeiro na cidade.

O parlamentar também apresentou um requerimento, pedindo respostas ao Poder Executivo quanto às ações tomadas pela Secretária de Saúde como um todo, para combate ao inseto e se já foi realizada alguma ação de busca ao referido vetor na região do Palmares, bem como em logradouros públicos, como praças, escolas, postos de saúde e áreas institucionais.

Jorge também questiona se o governo municipal tem conhecimento de outros bairros onde foi encontrado o inseto e quais medidas foram tomadas. “Além disto, encaminharei ofícios do meu gabinete para o Secretário Municipal de Saúde, Jorge Watanabe do Prado reforçando o pedido de informações e providências. Em se tratando de saúde pública, devemos dar prioridade”, disse.

……………………………………

Mapa mostra locais onde barbeiro foi encontrado

A moradora do Jardim Palmares, Vânia Junqueira Tristão, fez um levantamento com os endereços onde foram encontrados o inseto barbeiro.

…………………………….

SAIBA +

O barbeiro e a Doença de Chagas

Os Barbeiros são insetos mais conhecidos por transmitirem a famosa Doença de Chagas. Vivem geralmente em ambientes escuros, úmidos e quentes e tem o hábito noturno. Possuem tamanho médio de dois centímetros e pesam cerca de 100 miligramas.

É um inseto que tem uma picada bastante dolorosa e, que se ocorrer, deve-se procurar médico imediatamente para confirmar se houve contaminação ou não. Alimenta-se, na maioria dos casos, de sangue de boi, vaca, cavalo e outros mamíferos grandes, mas também podem, em casos raros, buscarem outros insetos de menor porte como fonte de alimento e nutrientes.

Como se contrai a doença de Chagas?

As pessoas podem ser infectadas de várias maneiras. Em áreas endêmicas de Chagas, a principal forma de transmissão é através de vetores. Os insetos vetores são chamados de triatomíneos (barbeiro). Durante o dia, os insetos se escondem em fendas nas paredes e telhados. Durante a noite, quando os moradores estão dormindo, eles agem.

Eles costumam picar o rosto das pessoas e ingerir sangue, além disso, eles defecam sobre a pessoa.

Os humanos também podem se infectar através de:  Consumo de alimentos crus contaminados com fezes de mosquitos infectados; Transmissão congênita (de uma mulher grávida para o bebê); Transfusão de sangue; Transplante de órgãos; Exposição laboratorial acidental.

É geralmente considerado seguro amamentar, mesmo se a mãe tem a doença de Chagas. No entanto, se a mãe tem rachaduras nos mamilos ou sangue no leite materno, deve bombear e descartar o leite até que os problemas sejam resolvidos. A Doença de Chagas não é transmitida de pessoa para pessoa, como um resfriado, uma gripe ou através de contato casual.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos