Violência perto de nós

Não se pode mais chamar os programas televisivos de notícias de “entretenimento”, porque não nos entretém e nem divertem.

Não passa um só dia sem que fiquemos isentos das informações sobre mortes, estupros, raptos, tiros, e todos os assuntos afins.

O que está acontecendo com a humanidade tem um nome: drogas! Assim vemos o padrasto que matou e enterrou a enteada no quintal; o rapaz que deu 11 tiros na moça, simplesmente porque ela o recusou; o homem que põe fogo em uma creche; tiroteio dentro de escolas, de Igrejas, na rua…

Não estamos a salvo nem mesmo dentro de nossos lares. O cidadão de bem não pode mais sair às ruas, ir estudar ou simplesmente ouvir a palavra de Deus numa Igreja. A insegurança nos cerca de todos os lados e temos exemplos que não mais acabam. A cada dia é um fato novo, com vítimas novas, com atiradores que surgem do nada para acabar com a vida de pessoas inocentes.

Ninguém mais tolera ninguém.

Aqui, nossa cidade também não está fora das notícias ruins, porque vira e mexe temos casos que fogem ao nosso entendimento.

As pessoas atiram em outras pessoas e, como se isso fosse pouco, ainda atropelam porque o objetivo é mesmo matar!

Os jornais televisivos estão recheados de barbáries que acontecem pelo mundo. Assim, não há muito prazer em sentar-se no sofá da sala, com a família reunida, porque sabe-se que, entre uma notícia de corrupção e outra, entre uma informação de prisão de algum figurão, há de aparecer um caso de assassinato premeditado contra uma vítima, mulher ou criança, para azedar ainda mais nosso humor e acabar com a noite de sono tranquilo.

A violência definitivamente chegou para tirar o sossego do ser humano. Não se pode ter paz quando o seu semelhante está sendo atacado, ferido e até assassinado pela bandidagem solta pelo mundo.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *