Seg - 12/11
30º 20º 18:47
Guaíra - SP

XXV Festa do Peão de Guaíra terá segurança especializada

Comissão Organizadora está priorizando a tranquilidade do público contando  com forte esquema e monitoramento de toda área do recinto

Cidade
Guaíra, 3 de Maio de 2018 - 10h02

Segurança será prioridade dentro do recinto da XXV Festa do Peão (Foto Ilustrativa)

 

 

 

 

 

 

 

Buscando evitar os problemas de segurança que ocorreram em 2017, a Comissão Organizadora da XXV Festa do Peão de Guaíra decidiu priorizar esta área do evento, promovendo a contratação de uma empresa especializada em grandes festividades.

Foi contratada a Grupo Norton, da cidade de Catanduva (SP), com autorização de funcionamento emitida pela Polícia Federal. A firma, que presta serviços, inclusive, para a Festa do Peão de Barretos, oferece uma grande quantidade de profissionais qualificados.

A empresa foi escolhida pelos organizadores porque visa excelência na qualidade dos trabalhos e está sempre investindo em tecnologias e na seleção dos funcionários, para que atendam todas as normas e legislações em vigor e regulamentadas pela Polícia Federal. Desta forma, concretiza um atendimento personalizado e de qualidade.

Além da equipe de segurança, que estará em quantidade acima do exigido pelo público presente nos dias da Festa, a comissão também priorizou a instalação de um circuito interno de segurança, que irá abranger todos os setores do recinto, desde arquibancadas, área de alimentação e camarotes. Toda movimentação do público será vigiada 24 horas.

“Será um verdadeiro Big Brother da Festa do Peão de Guaíra, tanto que na área externa e das catracas, o monitoramento irá coibir qualquer tipo de ação que vá contra a qualidade da segurança do evento. A ação de cambistas será monitorada e, qualquer suspeita de comércio de ingressos, que não seja na portaria, será combatida com auxílio das forças de segurança”, afirmam os organizadores.

“Outro detalhe importante é para evitar falsificações de ingressos e acessos em duplicidade. Todos os ingressos comercializados contêm código de barras único e individual. Então, se alguém repassar o código e ele for falsificado, as catracas bloqueiam o acesso imediatamente e a pessoa poderá ser indicada para as forças policiais para melhor apuração do fato”, finalizam.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos