Sex - 22/02
29º 21º 08:17
Guaíra - SP

Assembleia Sicredi será realizada no próximo dia 19

Na reunião, serão decididas as prioridades de investimento e a distribuição dos resultados

Geral
Guaíra, 7 de fevereiro de 2019 - 15h57

Imagine poder escolher o destino de parte dos resultados de sua instituição financeira e quais serão suas prioridades de investimento daqui para frente? Isso já é realidade, ao menos para os associados que integram o Sistema Sicredi em quase todo o país. De janeiro a abril, são realizadas as assembleias de núcleo anuais, que reúnem diretores, colaboradores e associados de cada uma das 115 cooperativas de crédito existentes no país para aprovar contas e decidir o planejamento da cooperativa.

Em Guaíra, o encontro ocorrerá no próximo dia 19 de fevereiro, a partir das 19h, no salão de evento Espaço Vip. “A assembleia é um dos momentos de maior importância para a cooperativa e para os associados. É nesse encontro que serão decididos os caminhos seguidos pela organização ao longo deste ano. A participação de todos é fundamental para que o sistema cooperativo, de fato, se concretize, além de ser um modelo justo e transparente”, afirma o presidente nacional do Sistema Sicredi e da Central PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock.

A principal diferença entre um banco e uma cooperativa – que atuam sob as mesmas regras exigidas pelo Banco Central – está no fato de o banco ser controlado por acionistas, que buscam lucro, enquanto a cooperativa seguirá o caminho determinado pela maioria dos associados. Dessa forma, todos os associados têm participação econômica, com uma parte em quotas do negócio, de acordo com o volume de recursos investido e sua movimentação, garantindo os pilares da transparência e da democracia, dois princípios do cooperativismo.

Está incluído nos direitos – e até nos deveres do associados – participar das assembleias, fazendo questionamentos, pedindo mais informações – em outras palavras, exercendo o seu papel de verdadeiro dono do negócio. Em 2018, por exemplo, o Sicredi atingiu R$ 96,8 milhões de ativos, com resultados que chegaram a R$ 1,5 bilhão. Parte desse resultado integra as chamadas sobras, que são, na realidade, o lucro das cooperativas, um valor do qual os associados podem decidir o futuro, inclusive os distribuindo (conforme a movimentação de cada um) entre os próprios cooperados.

“No Sicredi, nós acreditamos no valor das pessoas. Quanto mais crescemos, maiores são as responsabilidades e desafios em todos os sentidos. Ainda assim, seguimos com o raciocínio de que nosso maior patrimônio são as pessoas”, ressalta Dasenbrock.

A colaboração do Sicredi no desenvolvimento do Grupo Vicente Lacativa

Falando em Sicredi, o Jornal O Guaíra não poderia deixar de mencionar a intensa participação da cooperativa de crédito e de seus funcionários Rogério, Driele e Marcia na conquista do novo maquinário do Grupo Vicente Lacativa. Com a nova máquina, o jornal está sendo impresso de maneira mais avançada e inovadora, para melhor atender seus clientes e parceiros. Reiteramos aqui o nosso “muito obrigado” pela atenção e atendimento do Sicredi.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos