Betinho Enfermeiro declara que era pago por Sérgio de Mello para criticar a imprensa

Geral
Guaíra, 6 de fevereiro de 2016 - 10h06

De acordo com o presidente do PEN, o prefeito iniciou os pagamentos mensais em 2013 para que ele “falasse bem” da atual administração quando alguém a criticasse

O presidente do PEN, Antonio Roberto Emídio, mais conhecido como Betinho Enfermeiro, concedeu entrevista à Rádio Cultura, na última quinta-feira (4), e procurou a redação do jornal O Guaíra na tarde de ontem (5) para dar declarações de que recebia dinheiro mensalmente, desde 2013, pelo prefeito Sérgio de Mello para criticar e tentar “tirar a credibilidade” dos meios de comunicação que divulgavam as falhas do atual governo.

Betinho também confirmou que foi “laranja” nas duas representações que entrou no Ministério Público, contra o Jornal O Guaíra e a Rádio Cultura, incentivado por Sérgio, na tentativa de “fechar” os dois veículos de comunicação.

De acordo com o presidente do PEN, que se diz jornalista, o prefeito iniciou os pagamentos mensais em 2013 para que ele “falasse bem” da atual administração quando alguém a criticasse. Betinho também insinuou que outras pessoas recebem para fazer o mesmo serviço, mas não citou nomes.

Após sua entrevista no jornal da Rádio Cultura, Sérgio de Mello ligou para o veículo e, ao vivo, respondeu a algumas denúncias do presidente do PEN, alegando que apenas “ajudava” Antonio por ser de família carente.

Betinho negou que tenha problemas financeiros, já que recebe mais de R$ 7 mil ao mês através de sua empresa e de sua pensão e que tem algumas coisas para provar o vínculo com o prefeito.

“Eu tenho o extrato da conta que o Sérgio depositou a primeira vez o meu dinheiro, de R$800 [em 2013]. Depois eu recebia mensalmente R$1.000,00 [que, segundo ele, era entregue por funcionários da prefeitura]”, contou. O presidente do PEN também mostrou alguns e-mails que ele trocava com o prefeito, pois, segundo ele, tudo o que era dito sobre o atual governo ele reportava ao Chefe do Executivo. “Alguns eu apaguei porque ele me dizia para apagar, mas depois que minha namorada me alertou não apaguei mais. Tem esse e-mail que ele diz que vai ‘resolver a pendência’ que é sobre o dinheiro que ele tinha que me dar”, aponta.

Em nota enviada pela assessoria de comunicação, Sérgio de Mello afirma que “faz questão de tranquilizar o Senhor Betinho que da parte do Governo Municipal ou de qualquer outro integrante do grupo não terá representação, pois reconhece o direito de expressão de qualquer que seja o cidadão ou cidadã, que deve saber de suas responsabilidades quanto às declarações”.

Sérgio de Mello ainda destaca que “nunca criou para o Senhor Betinho ou qualquer outra pessoa expectativa de cargos no governo” e que se diz “surpreso com tal atitude do Betinho”.

Quanto à ajuda financeira o prefeito informa “que pode ter ocorrido por questões humanitárias e amizade com a qual mantém com o Senhor Betinho e jamais por questões de divulgação de publicidade ou qualquer outro motivo. E com recurso pessoal e jamais público.”

Com relação à representação contra a Rádio Cultura e o Jornal O Guaíra com a Câmara, Sérgio alega que “na época orientou Betinho a não dar continuidade da mesma.”



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente