CMS não realiza reunião por falta de respostas da prefeitura

Cidade
Guaíra, 26 de junho de 2016 - 09h00

O governo alegou que necessita de um prazo de 15 dias para enviar os relatórios realizados pela empresa de consultoria do Dr. Cássio Rosinha

Secretária de saúde alegou que entregaria documentos na semana seguinte à Audiência Pública do dia 10 de junho.

Secretária de saúde alegou que entregaria documentos na semana seguinte à Audiência Pública do dia 10 de junho.

 

O Conselho Municipal de Saúde não realizou a 6ª reunião ordinária deste ano na última sexta-feira (24), pois não recebeu retorno da prefeitura referente aos ofícios que seriam discutidos durante o encontro.

O CMS enviou nota justificando o adiamento do encontro para o próximo mês, pois aguarda respostas do governo e secretaria de saúde sobre os documentos de nº 028/2016 e 029/2016. A prefeitura alegou que necessita de um prazo de 15 dias para enviar os relatórios realizados pela empresa de consultoria do Dr. Cássio Rosinha referentes às ações em combate ao Aedes aegypti.

De acordo com o Conselho, também estão aguardando “resposta do questionamento do enviado por e-mail para DRS 5 – Barretos e Conselho Estadual de Saúde para podermos dar andamento e providencias a formação do grupo para a realização da Conferencia. Portanto adiaremos o agendamento da reunião para julho de 2016, para tratarmos dessas pautas”.

RELATÓRIOS ROSINHA

Durante a Audiência Pública da Saúde, realizada no dia 10 de junho, ao ser questionada sobre os serviços prestados por Dr. Cássio Luiz Rosinha, através da sua empresa de consultoria Rosinha Treinamento e Assessoria Ltda ME, a secretária de saúde Jussara Soler declarou que quem tivesse interesse em obter os relatórios deveria procurar o gabinete no dia 13 de junho. A redação do Jornal O Guaíra tentou, assim como o CMS e a vereadora Bia Junqueira, porém os documentos não foram entregues e a prefeitura alegou que seria necessário criar um protocolo que lhes dá um prazo de 15 dias, com prorrogação de mais 15 para entregar.

Todos questionaram o governo sobre tais relatórios, pois o próprio diretor de vigilância, Mauricio Alves, negou que tenha recebido qualquer documento da consultoria de Rosinha.

 


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente