Seg - 21/01
33º 22º 07:09
Guaíra - SP

Construção de 232 casas em Guaíra deve começar até junho

Geral
Guaíra, 23 de fevereiro de 2017 - 08h46

A expectativa é que a licitação para construção das moradias seja finalizada em até dois meses, possibilitando que a ordem de serviço seja expedida neste primeiro semestre

materia 1

A construção de 232 casas da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) em Guaíra deve começar ainda neste semestre. A previsão foi obtida durante reunião realizada na tarde desta terça-feira (21), em São Paulo, onde a doação oficial do terreno que receberá as unidades foi oficializada.

O deputado estadual Roberto Engler (PSDB), o prefeito José Eduardo Coscrato Lélis e o vereador Edvaldo Donizeti Morais se reuniram com o presidente da CDHU, Carlos Alberto Facchini, com o diretor Aguinaldo Lopes Quintana Neto e com outros técnicos da companhia.

Espera-se que até o fim do próximo mês, um convênio envolvendo os governos Federal e Estadual seja celebrado, o que deve viabilizar a construção de cerca de 30 mil unidades habitacionais em todo o estado, por meio de financiamento da Caixa Econômica Federal. As 232 casas de Guaíra estão entre elas.

Uma vez estabelecida a parceria, a expectativa é que a licitação para construção das moradias seja finalizada em até dois meses, possibilitando que a ordem de serviço seja expedida antes do final de junho.

“É uma boa perspectiva. Ainda há uma série de etapas a serem vencidas para que os primeiros tijolos possam ser assentados, mas o esforço é para que as unidades habitacionais comecem a ser erguidas o quanto antes”, afirmou o deputado Roberto Engler.

Para a construção de 232 moradas populares em Guaíra, devem ser investidos cerca de R$ 23 milhões, recursos provenientes do Governo Federal e do Governo Estadual, por meio dos programas Minha Casa Minha Vida e Casa Paulista.

O apoio do município se deu pela doação do terreno em que as unidades habitacionais serão erguidas. O prefeito José Eduardo Coscrato Lélis assinou a documentação de repasse da área na tarde de terça (21).

“Não há mais pendências do município a serem sanadas. Está tudo ok. Agora é aguardar um pouco até que os recursos sejam oficialmente disponibilizados”, ressaltou Engler.

MAIS 180 CASAS

Durante a audiência, o prefeito José Eduardo apresentou outro pedido de liberação de casas populares. Lélis se dispõe a ceder nova área, de propriedade da Prefeitura, para viabilizar mais 180 moradias.

O pedido foi registrado pelo presidente da CDHU, Carlos Alberto Facchini, para ser avaliado depois de concluído o processo para construção das 232 moradias já garantidas.

“É de conhecimento geral que Guaíra tem um grande déficit habitacional e esse novo pedido busca atender a essa demanda da população. É preciso entrar na fila para que, no momento em que for possível, possamos ser beneficiados novamente”, concluiu Engler.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos