Correspondências estão chegando com atraso na residência dos guairenses

Geral
Guaíra, 27 de fevereiro de 2016 - 09h44

Segundo informações, no momento há apenas dois carteiros de correspondência simples em atividade. Cofre roubado no último dia 20 foi encontrado em canavial da cidade

Após os problemas com o serviço de telefonia, internet e televisão, os munícipes enfrentam agora dificuldades com a agência dos Correios de Guaíra.

As correspondências estão chegando com atraso na residência dos guairenses. São boletos, contas, cartas, e até mesmo o carnê do IPTU, que terá sua primeira parcela com vencimento para o dia 09 de março e até agora não foi entregue a todos os cidadãos.

Ao buscar informações com a Agência da cidade, o gerente dos Correios informou que está proibido de repassar declarações à imprensa.

Porém, o jornal O Guaíra teve conhecimento de que um dos principais problemas com o atraso da entrega é referente a falta de funcionários na empresa, o que não seria uma dificuldade do município, mas do país inteiro, já que até mesmo o sindicato da categoria denunciou o déficit de servidores.

Segundo informações, há mais de 30 mil correspondências paradas e no momento são apenas dois carteiros de cartas simples em atividade na cidade, já que dois estão afastados por consequência do roubo, ocorrido no dia 19 de fevereiro.

 

IPTU

Segundo o departamento de tributação da prefeitura de Guaíra, o vencimento da primeira parcela do carnê do IPTU 2016, ou a parcela única, vencerá nos próximos dias 09, 10, 11 de março.

A Agência dos Correios destacou que até hoje todos os carnês devem estar com os guairenses. Porém, caso algum cidadão não tenha recebido até o vencimento, o governo municipal pede que o munícipe entre em contato com a prefeitura.

 

Roubo

No último dia 19 de fevereiro, quatro assaltantes renderam os trabalhadores da agência dos Correios de Guaíra e invadiram o local, roubando o cofre da empresa. Nesta última semana, o cofre foi encontrado por munícipes em um canavial próximo à rodovia entre Guaíra e Miguelópolis.

De acordo com dados, o objeto foi aberto, possivelmente com um “pé-de-cabra” e estava totalmente vazio.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente