Anjos azuis

Editorial
Guaíra, 23 de março de 2017 - 09h31

Como podemos qualificar estes homens – da Guarda Municipal de Guaíra – que, antes de vestirem suas fardas são pais, maridos, filhos, enfim, seres humanos da maior qualidade?

Difícil nomeá-los porque, quando o cidadão se torna mais frágil perante algum acontecimento, principalmente quando vê a sua segurança e da família em situação de risco, o primeiro pensamento é buscar ajuda da polícia.

É sempre bom lembrar que estes GCMs que aqui trabalham são filhos de Guaíra e são nossos amigos de infância, nossos alunos, nossos colegas de bancos escolares, nossos vizinhos e conhecidos.

E também não se pode esquecer que eles – muitas vezes – acudiram não apenas os cidadãos em situação de risco, mas também são voltados a zelar pelos animais abandonados nas ruas a sua própria sorte.

O Comandante da Guarda, Paulo Sergio da Silva, junto com seus comandados, já protagonizaram vários episódios de salvamento de animais que estavam no limite da sua vida, por falta de água e alimento, por abandono de seus proprietários e conseguiram resgatar os mesmos por pura bondade e benevolência.

Não são poucas as histórias que nosso jornal compartilhou com os “Anjos Azuis” e que, por pura humildade, não vieram a público. Fazem ainda, até hoje, o resgate desses bichinhos e muitos populares desconhecem, pois colocam em prática aquela máxima ensinada Bíblia: o que a mão direita faz, a esquerda não fica sabendo.

Há muitos casos, emocionantes, de resgates, compartilhados com os “rapazes” da Guarda Municipal. Assim, dar um simples “Parabéns” para todos eles é muito pouco pelo muito que fazem. Nossa cidade agradece e se sente gratificada pela existência de cada um deles.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente