Comandante máximo do Petrolão

Editorial
Guaíra, 16 de setembro de 2016 - 08h08

Quem acompanha a política brasileira já se acostumou com os pseudônimos que os jornalistas atribuem ao ex-presidente Lula. Nas redes sociais então, além dos apelidos, há caricaturas de todas as espécies.

No entanto, ser chamado de “Comandante Máximo do Petrolão” pelo representante do Ministério Público foi um título que nenhum outro presidente já recebeu.

O nome de Lula rodeado de flechas acusatórias e o histórico processual sinalizam que o ex-presidente pode cair nas mãos do Juiz Sérgio Moro. Aliás, o mais temido juiz pelos contraventores dos últimos tempos.

Além de perderem o poder político, Lula e Dilma estão vivendo, desde segunda, 12 de setembro, o que pode ser chamado de “clímax” do inferno astral, no qual estão mergulhados há dois anos. Duas figuras de peso no cenário empresarial brasileiro, Norberto Odebrecht e Léo Pinheiro(OAS), prometem revelar tudo o que sabem a Sérgio Moro e aos Procuradores da Lava Jato. Não ficará “pedra sobre pedra”. Virão à tona informações inimagináveis no cenário político-empresarial do Brasil. Será o FIM de vários partidos políticos, com o alijamento da vida pública de ministros, senadores, governadores, deputados e servidores de alto escalão do governo.

Dizem os especialistas e analistas políticos que SOMENTE O EXÍLIO poderá salvar o ex-presidente e sua família da “república de Curitiba”. Não é sem razão que, tanto Lula como Dona Marisa possuem cidadania italiana.

Um triste fim – se tudo isso se concretizar – para aquele que pretendeu, um dia, ser o dono “deste país”.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente