A internet não é dona da verdade

Editorial
Guaíra, 7 de agosto de 2016 - 08h01

Voltou, com força total, uma frase atribuída a Albert Einstein, que retrata muito bem a fase dos dias de hoje: “Eu temo o dia em que a tecnologia ultrapasse nossa interação humana, e o mundo terá uma geração de idiotas”.

Há anos, que esta frase – do físico alemão Albert Einstein – circula pela web. Sempre acompanhada de fotos de pessoas olhando fixamente para seus smartphones, alheios ao mundo à sua volta. Isso tenta nos fazer acreditar que os jovens de hoje seriam a “geração” que Einstein havia previsto, pois não largam dos aparelhos de celular em nenhum momento!

Mas será que Albert fez mesmo essa previsão? Será que ele disse isso mesmo?

É muito fácil se atribuir uma frase a qualquer pessoa famosa e com bastante relevância na história da humanidade, como foi o físico alemão. Basta inventar uma algo qualquer, juntar com a foto de alguém e pronto: é só espalhar pela rede.

Como exemplo, já foi mostrado no “E-farsas” a verdade sobre uma frase atribuída ao médico Dráuzio Varela, em 2012. Na ocasião, disseram que ele confirmou estar investindo mais dinheiro em pesquisas de silicone e remédios para virilidade do que para a cura do Alzheimer!

Assim chamar uma geração inteira de “idiotas” seria generalizar demais, principalmente quando vemos também, paralelo à caça do Pokémon, outra geração que está empunhando a bandeira de seus países e competindo nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Um erro generalizar! Um perigo também. Nem todo jovem está correndo atrás de um monstrinho virtual. Tem muitos deles que estão trabalhando, que estão agarrando armas para defender o seu país, que estão superando seus limites nos esportes e na vida!


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente