Lista Fechada

Editorial
Guaíra, 24 de março de 2017 - 09h35

Caso ainda não se saiba, o nosso Congresso está muito empenhado em mudar as regras para as eleições do ano que vem. Estão comprometidos em blindar os “caciques” da política com a modalidade de “lista fechada”.

Assim, caso aprovada, os eleitores votam em um partido que tem uma lista prévia – já pronta – contendo nomes dos candidatos. Estes, obviamente, serão escolhidos pelas cúpulas da sigla.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, é um dos parlamentares que são completamente a favor desta modalidade de eleição.

Para alguns, isto é um passo atrás na democracia representativa, por mais que uns e outros digam que “fortalece o sistema partidário”.

Ora, que sistema? Que partidos? É preciso fortalecer o voto do eleitor, não a força dessas agremiações cada vez mais enroscadas!

Desta forma, o eleitor não terá a oportunidade de escolher o nome de seu candidato preferido. O que se pode fazer – se esta tese da “lista fechada” passar – é votar no partido e este partido vai conter os nomes dos candidatos.

Tudo muito propício para os fichas sujas! Tudo muito programado para ficarem sempre os mesmos nomes no poder!

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou na manhã desta quarta-feira, 22, que esta proposta é uma forma de evitar que a Operação Lava Jato ‘vá adiante’. “Vai se eleger a direção do partido e o povo vai votar em partidos. Quais? O povo nem sabe o nome dos partidos.  Não dá para aprovar nada que tenha cheiro de impunidade. Isso é uma lei que, na verdade, quer evitar que a Lava Jato vá adiante. Não pode”, disse o tucano, em vídeo postado em rede social.

Para ele, os nossos partidos hoje – vamos falar com franqueza – estão muito mal das pernas.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente