Marta Suplicy com propostas polêmicas

Editorial
Guaíra, 22 de outubro de 2017 - 11h36

Os políticos, muitas vezes, fazem os seus projetos e o público não fica sabendo! A Senadora Marta Suplicy tem propostas de emenda à Constituição que deverão ser estudadas e discutidas com seriedade por toda comunidade, afinal a família é a “célula master da sociedade”.

As pretensões desta PEC são as seguintes: Retirar os termos “pai” e “mãe” dos documentos; Acabar com as festas tradicionais das escolas (dia dos pais, das mães) para “não constranger” os que não fazem parte da família tradicional; A partir de 14 anos, os adolescentes disporão de cirurgia de mudança de sexo custeada pelo SUS; Cotas nos concursos públicos para homossexuais; Uso de banheiros e vestiários de acordo com a sua opção sexual; Contos infantis que apresentem casais heterossexuais devem ser banidos; e Censura a piadas sobre gays.

O Estatuto da Diversidade Sexual é um avanço. Isso nunca havia sido pensado em relação às questões LGBT”, reconheceu Marta Suplicy, classificando-o como de importância “inquestionável”.

Com a aprovação da PEC, a própria Constituição do Brasil se transformará em um PLC 122. Mas Suplicy reconhece que a tentativa de transformar a Constituição do Brasil em uma constituição “anti-homofobia” certamente enfrentará resistência de “setores como o da igreja”.

O segundo passo, na avaliação de Marta, é apresentar a PEC, que é uma matéria mais ampla e complexa. “A PEC é bem mais difícil de aprovar. Então, vamos começar com a homofobia e avaliar o momento adequado para fazer uma PEC com essa amplitude, que é realmente o sonho que nós gostaríamos para todo o País”, explicou a senadora à agência do Senado.

Estas informações constam do site Sociedadeoculta.com.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente