Na calada da noite

Editorial
Guaíra, 5 de janeiro de 2016 - 15h10

Não existe “coisa” mais triste do que um governante usar o poder da caneta para conspirar contra o cidadão que lhe deu plenos poderes para governá-lo.

Quando um eleitor elege seu representante maior, o faz jogando nas suas mãos as melhores expectativas e a suas mais caras esperanças.

Foi isso que aconteceu em nossa cidade. Foi assim com as chaves de papelão! Foi assim com o quarteirão da Saúde, da Justiça e com o Projeto de turismo que iria transformar o Guaritá em uma Estância turística só vista em cidades de primeiro mundo! Tudo maravilhosamente lindo e colorido… No papel!

Hoje não há dinheiro para fazer mais nada. Nem houve Natal na Praça e nem a Feira da Bondade e se formos puxar pela memória vamos nos lembrar de quantas prioridades que foram ceifadas pouco a pouco pela falta do dinheiro público.

Agora fala-se que também não haverá carnaval!

Acontece que o que é prioridade para o governante não é prioridade para os governados.

Acontece também que houve terceirizações demais, consultorias demais, super secretários demais e, como aconteceu no Planalto, gastou-se muito e mal.

Para terminar este ano, tal como lá, aqui faz-se leis na calada da noite e, pasmem, leis que em nada beneficiam o cidadão guairense.

Um pacote de medidas, adotadas da noite para o dia, publicadas no Diário Oficial da Prefeitura sob o decreto 4632, de 21 de dezembro de 2015, que aumenta a tarifa de água em 12% e de esgoto em 50%. Assim, por exemplo, se o cidadão gastar R$ 50,00 em água, vai pagar mais R$ 25,00 de esgoto e no total do mês, vai desembolsar R$ 75,00.

O reajuste passa a valer desde o dia primeiro de janeiro.

Com este reajuste, a tarifa mínima para aqueles que consomem de zero a 10 metros cúbicos passou para R$ 19,35. O prefeito tirou a isenção desses consumidores.

Para quem tem um imóvel sem hidrômetro, como uma casa em construção, a tarifa passou a R$ 57,49.

Estes reajustes se fizeram necessários porque a autarquia estava sem dinheiro, mas informou que uma licitação em uma agência – terceirizada, claro – seria necessária para fazer propaganda do DEAGUA.

Este foi o presente de ano novo de Prefeito para os munícipes!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente