Pai dos pobres… E mãe dos ricos!

Editorial
Guaíra, 24 de março de 2016 - 09h18

O departamento de marketing de nossa cidade está tentando – de todas as formas – relacionar a figura do nosso prefeito à imagem de Getúlio Vargas!

Aliás, é bom abrir um parênteses antes de continuar o assunto e informar que a comunicação dos marqueteiros do atual governo municipal já gastou, em propaganda, mais de 2 milhões de reais e agora prorrogou o contrato com a Dueto até Setembro de 2016. Então, se preparem guairenses, lá vem mais uma enxurrada de jornais e panfletos coloridos enaltecendo a figura de Sérgio de Mello.

Pois bem, mas voltemos ao “nosso” Getúlio Vargas: assim como o Getúlio original, o “pai dos pobres” fazia questão de passar, através do DIP (departamento de imprensa e propaganda) a imagem de que estava ajudando a classe trabalhadora através da CLT (consolidação das leis trabalhistas), onde o trabalhador passou a adquirir o direito a férias remuneradas, horas diárias de trabalho não superior a oito. Realmente um avanço para a classe trabalhadora!

Mas aí perguntamos, que raio é este de um cidadão que pretende ser um Pai dos Pobres, que pretende ser um novo Getúlio Vargas que:

– Não entrega as casas que prometeu;

– Administra uma cidade onde há pessoas morrendo porque seu governo acabou, literalmente, com a saúde;

– A dengue saiu do controle e foi parar nos noticiários de televisão em rede nacional;

– Abandonou a casa literalmente (cidade);

– Adora o Pão e Circo; este ano eleitoral vai até organizar a festa do peão;

– Chuvinha de apenas 10 minutos alaga diversos pontos da cidade;

– Há ruas escuras e perigosas;

– Prefere pagar seus marqueteiros do que pagar os médicos;

– Não aparelhou ainda as creches e os postinhos;

– Está pagando R$ 55 mil reais para a dramatização de Paixão de Cristo, onde está tudo pronto há anos;

– Pagou quase 20 mil reais de peixes para o festival de pesca;

– Não tirou do papel 70% daquilo que prometeu. Está tudo sacramentado e documentado em jornais que o cidadão guarda juntamente com as chaves de papelão; e por aí vai.

Este é o “Pai dos pobres” de nossa cidade, que ganha um salário maior do que o salário do prefeito das grandes cidades.

Todos se lembram do fim da vida do Getúlio original: ele se matou com um tiro e saiu da vida para entrar na história. O que Sérgio fará para tentar sair da história dos escândalos?


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente