José Mendonça desabafa e enumera problemas criados nas últimas gestões

Geral
Guaíra, 28 de fevereiro de 2016 - 09h29

Dentre os itens, o parlamentar questiona o aumento na conta de água dos guairenses, sendo que o DEAGUA possui mais de R$ 4 milhões em caixa. Mendonça afirma que o atual governo “enganou a população guairense com promessas que não estão sendo cumpridas”

 

Nesta semana, o vereador José Mendonça relembrou das grandes conquistas do município guairense, mas lamentou a atual situação e a falta de administração do governo municipal. “É com muito pesar que vejo nossa querida Guaíra mergulhada no esquecimento e a cada dia perdendo as conquistas que custaram a cada guairense, muito sacrifício e dedicação”, ressalta o parlamentar.

Mendonça destacou as realizações da cidade nos anos 90 e lastimou os últimos escândalos de alguns políticos. “Em resumo, a atual administração não tem feito o dever de casa. Não se tem pelo menos mantido o bom funcionamento dos próprios públicos e dos serviços. O atual governo municipal enganou a população guairense com promessas que não estão sendo cumpridas.”

Confira abaixo a declaração, na íntegra, do vereador José Mendonça:

 

Saudades de Guaíra de outrora

O Município de Guaíra, na década de 1980 consagrou-se como a maior área irrigada da América Latina e ainda foi contemplado com a instalação de 3 usinas de açúcar e álcool, que geraram muitos empregos e trouxeram para Guaíra um reflexo muito importante na arrecadação do ICMS.

Guaíra, regionalmente sempre era lembrada como um município em que os seus políticos davam exemplo de conduta e ética, não se constatando até o final da década de 1990, nenhum fato que maculasse a imagem dos homens públicos que detinham cargo eletivo.

Infelizmente, nos últimos 15 anos tivemos uma enxurrada de denúncias e ações na justiça, tornando inelegíveis alguns políticos e a constatação de ocorrências lamentáveis, que só denigrem a imagem dos políticos e homens públicos.

Temos que ser realistas e lamentar a falta e saudades de homens como Waldemar Chubaci, Aloizio Lelis Santana, Fábio Talarico, Adnaer Barros Lelis, José Pugliesi, Orlando Garcia Junqueira, que surgiram como lideres, praticaram a boa conduta e ética na condução administrativa dos destinos de Guaíra, sem a ocorrência de fatos que pudessem macular a imagem de cada um deles. Fizeram política de modo saudável.

Esses homens dedicaram suas vidas ao município de Guaíra e durante os seus mandatos como Prefeitos, só fizeram Guaíra progredir, com a construção de obras importantes e serviços essenciais que beneficiaram a população, principalmente os mais carentes. Suas ações eram de interesse coletivo e hoje nos deparamos com atitudes de alguns políticos que só almejam o interesse próprio.

Temos que ressaltar, que, sem desmerecer os atuais vereadores, pelo Legislativo Municipal guairense também passaram homens de grande valor e atitudes, que prefiro não citar nomes para não ocorrer injustiça.

A ação dos dois Poderes (Executivo e Legislativo), apesar das diferenças partidárias, era responsável e quando necessário, para o crescimento e desenvolvimento do município, trabalhavam em conjunto e acima de tudo, havia muito respeito.

Esses fatos, pude comprovar presencialmente, pois milito na política há mais de 30 anos e cinco mandatos de vereador.

A situação pela qual passamos hoje é muito triste, pois estamos vendo Guaíra caminhando para trás.

É com tristeza que constatamos:

1- O fechamento do Grêmio Literário e Recreativo 18 de Maio em sua sede social e praticamente a desativação da sede recreativa;

2- A desativação e demolição do clube da Maracá e neste caso temos que reconhecer a inércia do Poder Executivo, que, diante da iminência da demolição, deveria ter desapropriado o local e adaptado para ampliação do Paço Municipal, ficando livre de certos alugueis, que inclusive foram objeto de ação judicial para apuração de responsabilidades;

3- O fechamento da Comove, que gerava mais de 300 empregos diretos e valor adicionado para arrecadação do ICMS do município;

4- O fechamento da Espetrin, que também gerava divisas e empregos para o município.

5- O fechamento da Algodoeira Palmeirense, cujo terreno foi doado pelo município e hoje está obsoleta tendo perdido suas finalidades;

6- Completa inércia do Poder Público para solução do déficit habitacional (nos últimos anos construiu-se apenas 32 casas populares, apesar de termos assistido a promessa de construção de 1.000 casas pelo atual governo, que dificilmente será cumprida);

7- A Casa de Cultura Prof. João Augusto de Mello está praticamente sem condições de receber atividades (inércia do Executivo Municipal na manutenção de próprios públicos);

8- A falência de nossas entidades sociais, que hoje passam por dificuldades financeiras, tendo que deixar de prestar certos serviços para sobreviver;

9- A completa incapacidade administrativa da Santa Casa de Misericórdia de Guaíra, que depois de intervenção municipal, parece que em nada adiantou. Temos saudade de um Joel Pinheiro que dedicou uma vida à Santa Casa de Guaíra. Lembro-me bem da inauguração do atual prédio da Santa Casa, com a presença do Governador do Estado, Paulo Egydio Martins. Era o governo municipal e o governo estadual unindo-se para trazer melhorias para o município;

10- O completo descaso do Executivo Municipal com a manutenção das ruas e avenidas, completamente esburacadas;

11- O descaso do Executivo Municipal com o trânsito. Já foi criada a área azul para estacionamento no centro da cidade e nada se fez para implantação;

12- O sistema de esgoto de nossa cidade, cujo tratamento e mudança das lagoas de estabilização, parece que não caminha. Atualmente a obra do emissário da lagoa do fogão está parada por falta de recursos financeiros (o Governo Federal não liberou as parcelas para continuação das obras);

13- A terceirização da coleta de lixo e varrição de ruas e avenidas foi uma decisão equivocada do Poder Executivo, cujos serviços não estão sendo levados a efeito com satisfação. Com certeza, os servidores do setor de limpeza pública, que faziam o serviços antes da terceirização, estariam tendo maior eficácia;

14- A epidemia de dengue que assola o município, fruto da inércia do Poder Executivo, que não tem cuidado nem de seus próprios públicos, vem padecendo muitos guairense;

15- A frota de veículos do município, completamente sucateada;

16- O bairro de São José do Albertópolis (Guaritá) completamente abandonado pelo Poder Executivo;

17- A torre de transmissão de sinais de TV está abandonada, com nenhum canal em operação regular. A torre implantada em 1985 transmite os sinais da Rede Record, Rede Vida, Band, TV Cultura. SBT e Rede TV. Com certeza o Prefeito Municipal tem sinais de TV por via satélite em sua casa, não se importando com aqueles que não possuem tal recurso para suas horas de lazer e entretenimento;

18- Em recente levantamento realizado constatou-se que o município de Guaíra é um dos piores avaliados em preservação do meio ambiente. Dos 645 Municípios paulistas, Guaíra ocupa o número 528 (quinto centésimo, vigésimo oitavo), o que nos envergonha muito. Nos últimos anos, Guaíra perdeu mais de 200 posições no ranking de avaliação. Pelas informações colhidas, a Prefeitura não fez o dever de casa criando os órgãos e aplicando a legislação para preservação do meio ambiente;

19- A faculdade que deveria estar em funcionamento, mas, por motivos políticos, não foi entregue a quem de direito para seu funcionamento. Infelizmente, ainda temos políticos pensando em si e no partido, criando dificuldades para que o desenvolvimento chegue e traga benefícios à população. Muitos estudantes poderiam estar deixando de viajar e outros estariam tendo oportunidade para estudar.

 

Os futuros Prefeitos terão que fazer administrações responsáveis para gerir os recursos de forma a sobrar verbas para investimento. Se ficar somente correndo atrás de recursos estaduais e federais, poderemos não ter êxito. Por isso temos que, além de cobrar de nossos Deputados os recursos financeiros para o município, fazer as nossas reservas e caminharmos com nossas próprias pernas. Guaíra nos últimos anos, fez pouco investimento com recursos próprios.

No meu ponto de vista, o próximo Prefeito terá que iniciar um programa de recuperação do município de Guaíra, com uma administração austera, com responsabilidade, tomando decisões que coloque Guaíra no lugar que sempre mereceu.

Em resumo, a atual administração não tem feito o dever de casa. Não se tem pelo menos mantido o bom funcionamento dos próprios públicos e dos serviços. O atual governo municipal enganou a população guairense com promessas que não estão sendo cumpridas.

Infelizmente a Câmara Municipal, em virtude do modelo brasileiro e dos princípios da Constituição da República, nada pode fazer, se não, apresentar sugestões para melhoria dos serviços e investimentos. O vereador acaba sendo um pedinte ou mendigo do serviço público, pois fica à mercê do Poder Executivo restringindo-se a apenas fazer indicações, requerimentos e projetos de leis de iniciativa restrita.

Um fato recente que demonstra essa situação é o reajuste dos preços da água e esgoto, onde a Câmara Municipal sustou os efeitos do decreto do Poder Executivo e por força de decisão judicial, acabou-se anulando a decisão do Poder Legislativo.

Hoje estamos com um novo reajuste dos preços da água e esgoto e o DEAGUA está com mais de quatro milhões de reais em caixa.

O princípio do serviço público é o de que não se deve haver lucros na prestação dos serviços, mas a recuperação dos custos. Entendemos que deve haver uma reserva para os investimentos, mas bem planejada e com responsabilidade, sem sacrificar o cidadão.

Agora fazemos umas perguntas, que o DEAGUA ainda não nos respondeu: por que mais R$ 4.000.000,00 parados em caixa? Este dinheiro já não deveria ter sido usado para investimentos e melhorias do sistema de água e esgoto?  E a lagoa de estabilização próxima ao antigo matadouro municipal, será que vai ficar sem solução? Se tem dinheiro em caixa, tem que ser aplicado para retorno em benefício da população.

Temos fiscalizado, encaminhando denúncias ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, tendo já havido repercussão positiva para penalização de culpados, sendo o Poder Executivo o principal alvo da denúncias de irregularidades. Muitas denúncias ainda estão pendentes e com certeza farão justiça e combate à corrupção e irregularidades no setor público.

Os homens de bem de nosso município, que graças a Deus ainda existem, devem conjugar esforços para recuperar a nossa querida Guaíra e torná-la crescente no cenário estadual e federal, fazendo-a galgar novamente o seu lugar de destaque como um município bom para se viver. – José Mendonça.

 



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente