A união do grupo garante a verdadeira política

Opinião
Guaíra, 24 de janeiro de 2016 - 10h20

“Política se faz conversando e discutindo, não gritando… Política se faz ouvindo e somando, não subtraindo. Crescer na política é fazer simplesmente o que precisa ser feito, deixando com que os beneficiados participem com o sentimento da conquista. O mérito é de quem conquistou com o anseio, esta é a alma da obra.” – Jean Carlos Sestrem Episódios recentes tem nos demonstrado o quanto a ausência de solidez e comprometimento de um grupo político, somada a soberba e autossuficiência de seus “líderes” tem sido prejudicial à estabilidade de nosso município. Políticos com histórias antagônicas tornam-se, nos palanques da vida, de hora para outra, companheiros fiéis e dedicados à causa do povo, união esta que se esvai tão logo a caneta, que assinou a posse, seja devolvida à silêncio escuro de sua gaveta. Egos inflados que suplantam as paredes dos gabinetes induzem a seus detentores uma autossuficiência mesquinha, que, em razão do ter acima do ser, fazem cair por terra tudo aquilo outrora defendido, e dissolvem, como fumaça, grupos formados de forma superficial, que, por não se darem ao respeito, nunca o conquistaram. Diferente do que tem entendido nossos administradores nos últimos anos, política se faz em grupo, não quaisquer grupos como acima citado, mas aqueles realmente imbuídos em um verdadeiro ideal de cidadania. Não adianta formar-se grupo político baseado na distribuição de benefícios pessoais. Isso nunca será grupo. Da mesma maneira, também é fadado ao insucesso um grupo embasado na subserviência e comprometimento tão somente com o “cabeça” daquele. Grupos políticos eficientes são aqueles estruturados em um mesmo ideal coletivo de crescimento, onde os membros, por não possuírem a política como forma de obtenção de renda, trabalham graciosamente expondo suas considerações e exigindo medidas que visam tão somente tornar o local em que vivemos mais agradável aos seus semelhantes. Sem cargos, sem salários, sem compromissos de campanha, salvo aqueles que tratarão dos interesses de toda uma coletividade. A história de cada grupo político traduz a história de vida de seus membros, pois, diferente do determinado pela lei da física, os opostos não se atraem. O diálogo, o respeito mútuo e, acima de tudo, a capacidade intelectual do grupo, devem sempre prevalecer a entendimentos isolados e mesquinhos. Em política não existe formula mágica, como já citou Jean Carlos Sestem, “é fazer simplesmente o que precisa ser feito, deixando com que os beneficiados participem com o sentimento da conquista”. Sozinho, sem diálogo e apoio, ninguém tem a capacidade de “simplesmente fazer o que precisa ser feito”. Pois bem, é com muito orgulho e satisfação que, após alguns anos participando da vida pública, atualmente posso frisar com todos as letras que participo de um GRUPO POLÍTICO, formado por homens e mulheres que, com o devido destaque em sua área de atuação, se uniram para tentar tornar nossa cidade um lugar melhor para se viver. Homens e mulheres que se comprometeram à participar de um grupo no sentido de, institucionalmente, trabalhar para o desenvolvimento de nosso município, não por interesses pessoais, não por necessidade de empregos, mas como forma de prepará-la para as futuras gerações em uma singela homenagem à nossa eterna história. Sou Guairense… Sou Grupo… Sou PPS! 


TAGS:

Renato Cesar Moreira

ex-vereador, ex-coordenador de Esportes; professor pós graduado em Atividade Física; funcionário público municipal e diretor disciplinar do Centro Educacional Santa Luz.

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente