Administração Municipal

Opinião
Guaíra, 18 de julho de 2019 - 08h30

As atribuições do agente político, como administrador chefe do município concentram-se em três atividades básicas: planejamento, organização e direção de serviços e obras. Com sua liderança dispõe do poder de comando na coordenação e no controle de todos os empreendimentos da Prefeitura. Entretanto, é relevante, também, de que todo agente político possua bom conhecimento cultural para enfim, demonstrar um trabalho competente, proporcionando a toda comunidade conforto de uma urbe bem planejada e acima de tudo, todos os benefícios que a população tem por direito. As ações municipais existem para fazer da cidade uma comunidade com justiça social, onde o ser humano é o centro de todas as atenções. Os programas planejados pelos agentes políticos devem abranger todas as faixas etárias e eles devem funcionar para dar acesso a cada cidadão, proporcionando uma vida digna e com qualidade. Afinal a todos é garantido um direito: O de sonhar e a administração municipal tem a obrigação de proporcionar este acesso e gerar oportunidades para que tal sonho se concretize.

Ações sociais, ações pró-cidadania, urbanismo e paisagismo, cultura, lazer, programas de integração da infância e da adolescência, unidades de saúde, transporte e mobilidade urbana, obras contra enchentes, aproveitamento e revitalização de imóveis em abandono, criação de shoppings populares, saneamento básico, iluminação pública, creches, jardins, praças, parques e etc e tal. Os investimentos públicos são obras dinâmicas da cidade, além do aspecto segurança completa com a guarda civil municipal e corpo de bombeiros. Todos são itens que constituem toda uma estrutura complexa de uma dinâmica para uma eficaz administração municipal. O que exige acima de tudo a capacidade intelectual, liderança e auxiliares competentes, que agregam valores.

No desenvolvimento da civilização do Ocidente, desde há muitos anos, o homem tem provocado mudanças em sua vida transformando seu meio ambiente. Nos centros urbanos estas transformações cristalizaram. Assim percebe de forma contundente o êxodo rural que é resultante da concentração dos meios de produção na medida em que a tecnologia avança na área rural e a explosão demográfica agigantam os centros urbanos. Apesar dos novos meios tecnológicos a disposição para amenizar os problemas urbanos na realidade tem deformado a essência da vida nas cidades, distorcendo o caráter coletivo das urbes. Afinal, hoje, somos uma multidão de anônimos que se confrontam as vezes agressivos, para conquistar espaço, para habitar, locomover e divertir. Pouco se desfruta da saudável vida urbana, é fato, cada vez menos é oferecido o que desfrutar. A impermeabilização do solo, volume de cimento, eliminação da vegetação, tudo isto muda o clima local, eleva a temperatura, modifica-se o teor de umidade do ar, a constante poluição sonora, do ar, das águas, as agressões à paisagem urbana ai que desaparecem o respeito pelos bens públicos. Sendo assim, caberá a administração pública equacionar todos os problemas para que o crescimento harmonioso seja ele baseado em estudos com visão de futuro. Isto porque num zoneamento da cidade deve ser preservado todo patrimônio do município, analisar a direção da expansão em razão da geografia local, tratar da periferia urbana e manter os parques ecológicos.

Guaíra, hoje tem um mundo inexplorado a ser realizado a frente. Existem mais de 50 mil espécies de plantas caracterizando nossas regiões fitogeográficas e o parque ecológico Maracá patrimônio municipal fabuloso, uma riqueza à disposição dos guairenses que a natureza oferece é dever defende-lo, conservá-lo, por todos os meios.

O crescimento de uma cidade gera necessidades, interesses urgentes e toda evolução tende ao desiquilíbrio ou desigualdades em pontos localizados, mas tendência não é destino, daí a importância dos enfrentamentos dos novos desafios na qualidade de vida do cidadão e na sua maneira de viver. É relevante que a administração municipal aperfeiçoa e inova toda estrutura urbana da cidade. Uma ação pública municipal justa e abrangente dentro de um espírito da solidariedade. Assim a administração municipal resgata e preserva direitos de todos os cidadãos, e com os investimentos municipais as obras da cidadania.


TAGS:

Paulo Sérgio Lelis

Paulo Sérgio Lelis é Mestre em Direito Público

Ver mais publicações >

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos