A humildade e seus desdobramentos

Opinião
Guaíra, 2 de agosto de 2016 - 08h05

Uma das características e condutas que conquistam os corações e reúnem as pessoas é a humildade, onde a pessoa sabe que não adianta qualquer orgulho ou vantagem em relação aos outros, pois somos meras criaturas dependentes do Criador.

Se analisarmos a origem da nossa criação de uma gota de esperma, nossas fragilidades, onde todos sem exceção estarão debaixo da terra um dia, vemos que não há razão para a soberba e ausência de compaixão.

Humildade era uma característica do Profeta Muhamad sws, nas suas atitudes e falas, onde muitos não o reconheciam na multidão, pois ele se misturava com os demais, não tinha um  lugar especial, palácios, empregados, soldados, etc. Servia toda sua família e as pessoas, arrumava suas roupas, sapatos, não gostava que as pessoas se levantassem quando ele chegava, dizia para não ser vangloriado e que apenas era um servo de Deus e mensageiro, visitava os pobres, doentes, etc.

Muitas pessoas se passam por humildes quando querem alcançar algo em troca, e se esquecem que estão se humilhando em relação aos outros, pois a pessoa tem outro interesse e não a sinceridade nas ações e acaba assim se rebaixando por conta do que almeja.

Com a humildade, acabamos tendo outras características, como o acanhamento, pudor, fazendo a pessoa se auto controlar, não caindo nas obscenidades e pecados.

Esse pudor perante Deus, faz com que o Obedecemos ao mais rápido possível,  Adorá-lo devidamente, pois sabemos que Deus nos vê em circunstancias que não o Agradam.

Vemos assim os bons frutos que a humildade traz entre elas a abnegação, que é dar preferência aos outros do que a si mesmo, mesmo tendo à pessoa a mesma necessidade.

É relatado que havia alguns muçulmanos feridos, e uma pessoa foi ajudá-los levando água. Quando chegou ao primeiro que estava sedento, este escutou outro gritando por socorro, vendo o outro em necessidade, o primeiro pediu que ajudasse o segundo e isso aconteceu com mais cinco homens, quando o auxiliador chegou ao sétimo homem ferido o encontrou morto, voltando no sexto e nos anteriores para ajudar também encontraram na mesma situação. Aqui  vemos que todos os sete homens queriam ajuda, porem escutaram outros com a mesma necessidade, abrindo mão para da sua própria vida para auxiliar o próximo, sendo essa conduta de servir  um ensinamento do islamismo.

Hoje, às vezes estamos sentados em locais públicos e se quer damos o local a uma pessoa mais necessitada, às vezes estamos em uma fila para servirmos de uma refeição e enchemos os pratos com medo da comida acabar, sem pensar nas outras pessoas que atrás estão.

Assim devemos sempre nos  dedicar a purificar, descobrir as falhas e aprimorar a boa conduta, cumprir os direitos, sendo brando, afável, agUentar os desaforos, suportar,  como disse o Profeta Muhamad SWS: “Quem é compassivo com os demais, Deus fará com que as pessoas o respeitem e o apreciem. E a quem é humilde, Deus elevará sua posição entre as pessoas [nesta vida e na outra]”.

 


TAGS:

Girrad Mahmoud Sammour

Girrad Mahmoud Sammour, Advogado, Pós Graduado em Processo Civil, Professor Divulgador Do Instituto Latino Americano De Estudos Islamicos-Ilaei, Diretor Da Mesquita De Barretos-Sp. Dúvidas e palestras  [email protected]

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente