Os perigos da língua

Opinião
Guaíra, 13 de março de 2016 - 10h08

Deus nos proporcionou inúmeros favorese nos orientou a agradecermos a Ele por tantas dádivas, onde devemos utilizar essas bênçãos para o bem e jamais para qualquer ilícito. Uma dessas riquezas é o corpo de cada um de nós, não devendo utilizar o mesmoem atos de desobediência a Deus. O islamismo não se preocupa apenas em observar a oração, a caridade, jejum,etc., mas sim, a atitude entre o servo com seu Senhor. O Profeta Muhamad SWS disse: “Às vezes o servo atinge, pela boa conduta, o degrau mais elevado e a posição mais nobre da vida do além, apesar disso ele praticava algo simples; como também pode obter o degrau mais baixo do inferno, pela má conduta, embora seja grande adorador”. Por certo, a língua constitui um dos órgãos mais valiosos, com ela Deus honrou o ser humano, como mencionado no Alcorão: “Não lhe fizemos (o humano) dois olhos? E uma Língua e dois lábios?”. Se analisarmos esse versículo vemos que Deus nos deu dois olhos, primeiro para ver os nossos próprios defeitos, analisar a qualidade dos outros. E dois lábios justamente para segurar a língua, antes de pronunciar qualquer fala errada e prejudicial. Embora a língua seja um órgão de pequeno tamanho, seu perigo é enorme, e através dela uma guerra se inicia, um divórcio acontece, um assassinato é praticado, uma amizade é desfeita, uma família é separada, entre outros perigos, senão vejamos: Falar do outro: Dos frutos da língua, estão a falar na ausência do outro. Mencionar os defeitos de uma pessoa na sua ausência, daquilo que ele não gosta, é errado e uma desobediência a Deus…. Deus assemelhou tal ato no alcorão, como se alguém estivesse consumindo o cadáver de seu irmão, quando diz: “…e não difameis uns aos outros. Algum de vós gostaria de comer a carne de seu irmão morto? Tal atitude vos causaria repulsa! Temei, pois, a Deus! Por certo, Deus é Remissório, Misericordiosíssimo”. A Intriga Quanto à intriga, que consiste em transferir palavras de uma pessoa para outra, com intuito de disseminar violência entre os dois, o que constitui um dos pecados capitais, pois o ProfetaMuhamad SAAW disse: “O intrigante não entrará no Paraíso”. A Mentira Dos produtos da língua está a mentira, que é informar uma notícia não verídica, sabendo que tal não constitui a verdade, seja no dia a dia ou como testemunha de um processo. Portanto, deve-se ter o cuidado de não cair nisso, mesmo que seja em brincadeira, a mentira é inadmissível. Entre as práticas da mentira está o falso juramento usando o nome de Deus, que é também um dos pecados capitais, porque é um desrespeito à soberania de Deus. Se nesse falso juramento for para defraudar o direito de um ser humano, então o praticante terá assinado sua própria condenação ao inferno. Acusação Falsa Que cada um tenha o maior cuidado de não acusar um inocente. Muitos, nos dias atuais, se divertem acusando muçulmanos falsamente. Quase não existe lugar algum onde não haja certa acusação sobre um determinado muçulmano, ou uma qualquer qualidade feia contra, sem verificar a veracidade da fonte ou do que lhe foi passado. Insultar o outro: O Profeta SAAW disse: “Insulto a um inocente constitui perversidade”, porém as pessoas não se importam com isso. A Zombaria Das epidemias da língua está a zombaria sobre outra pessoa, ou dirigir-lhe palavras que indiquem um desprezo, isso faz parte da injustiça em relação ao outro. Ingratidão ou Descrença Uma das expressões mais perigosas que surgem da língua é a ingratidão ou a descrença em Deus, adorando outro além Dele. Por isso devemos sempre pensar antes de falar, aproveitando nossos lábios e dentes para segurar nossas línguas, pois uma vez lançada a palavra o estrago será feito e poderá não haver reparação. Por isso o Profeta Muhamad SAAW disse: “O verdadeiro muçulmano é aquele que as outras pessoas se sentem seguras dos malefícios da sua língua e da sua mão”, demonstrando assim que devemos apenas falar o bem, do contrário ficar em silêncio é melhor.


TAGS:

Girrad Mahmoud Sammour

Girrad Mahmoud Sammour, Advogado, Pós Graduado em Processo Civil, Professor Divulgador Do Instituto Latino Americano De Estudos Islamicos-Ilaei, Diretor Da Mesquita De Barretos-Sp. Dúvidas e palestras  [email protected]

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente