Vivemos a “Era do Inevitável” | Gestão da Mudança

Opinião
Guaíra, 11 de maio de 2022 - 14h09

 

É incontestável que a velocidade das mudanças está muito à frente da capacidade das pessoas em acompanhá-las e até mesmo fazer parte delas com timing perfeito.

 

São tantas informações, tantas formas e nuances que mudam o “penso” ou mesmo que questionam o seu “penso”, tantas descobertas sobre como fazer algo diferente ou como colaborar para fazer diferente, e mais um zilhão de opiniões, soluções, metodologias e filosofias que lhe impactam de todas as formas possíveis e imagináveis, que parece que não dá tempo de estar ligado em tudo ao mesmo tempo.

 

Nunca é fácil pensar que é inevitável mudar, mas como todo mundo sabe, faz parte da evolução mudar e se adaptar, sempre. Querendo ou não…

 

Esta é a complexidade da velocidade da mudança: mesmo mudando é preciso continuar mudando, incansavelmente.

 

Logo, quando se conquista algo com muito esforço, acertando o que parecia ser quase impossível de alinhar; ajustado às diferenças e o vácuo entre as gerações e a forma como estas lidam com tudo; fazendo pessoas perceberem-se como parte de um objetivo maior que si mesmas; construindo resultados talvez antes inconquistáveis; fazendo até milagres com poucos recursos…as pessoas se deparam com o paradoxo que é atingir a serenidade que só conquistas tão difíceis proporcionam, e, por isso mesmo, não conquistar a serenidade, pois estas conquistas geram a expectativa nas pessoas de que tem de serem multiplicadas infinitamente e constantemente.

 

Por isso é importante conhecer-se muito bem, e saber onde estão as suas forças e onde você não é tão bom assim. Este autoconhecimento traz uma humildade ímpar para que você saiba atuar consigo mesmo e com quem lhe cerca.

 

Faz também você compreender que a sua velocidade pode ser infinitamente multiplicada se souber atuar em colaboração (sua com os outros) e permitir que outros colaborem com você.

 

Também lhe ajuda a ampliar a sua capacidade em navegar na velocidade da mudança, porque não é uma ação solo, mas em conjunto com quem está a fim de fazer dar certo.

 

A “Era do Inevitável” é regida pela colaboração. E também é regida pela valorização das capacidades individuais, que associadas à colaboração tornam as pessoas fortes e conscientes de si mesmas. Assim elas compreendem-se e ao invés de focalizar no que não está bem, fortalecem-se mutuamente e trazem à tona o que cada um tem de melhor.

 

Portanto, tenha a consciência de que driblar essa “Era” é um equívoco.

 

Por isso é preciso estar constantemente atento àquelas recaídas que lhe estimulam a ficar na zona de conforto, em deixar para depois ou no velho discurso de que “agora não dá”.

 

O espaço para isso já acabou e não volta mais.Este tempo que estamos vivendo é uma grande oportunidade de enfrentar a si mesmo e abrir a cabeça para colaborar, para ouvir e ouvir-se. Há escolhas que somente cada um pode fazer para si mesmo e que determinarão como o futuro se abrirá a sua frente.

 

Nunca escolhas fáceis, porque são suas escolhas e são inevitáveis…

 

Quem sabe você se permite colaborar?

 

Agora.

 

Fonte: Soluzzione, empresa especializada em Gestão e Consultoria voltada para o Mercado Corporativo e de Tecnologia da Informação.


TAGS:


OUTRAS PUBLICAÇÕES

Jorge Uatanabi

Opinião!!!

Coltri Junior

Quem você é?

Marcelo Aith

*Antonio Belarmino Junior

Fake News e Eleições

Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente